'Quem protege o criminoso é porque é a favor do crime'

Paulo Martins
Política | Publicado em 08/11/2019 às 12:55

Na área do esporte, na qual trabalhei ao longo de 35 anos da minha vida profissional, junto com colegas da época, adotamos uma expressão que não motivasse reação judicial, mas ao mesmo tempo identificasse, revelasse, enfim, a falsidade de caráter de quem quer que fosse que decidisse “voltar atrás” do que havia afirmado. 

Voltar atrás era, pois, um ato de falsidade e falsidade era e é produto de gente falsa...Assim, passamos a usar, eu e colegas de então, a expressão: “fulano disse que não disse”. Se qualquer um de nós – àquela época – dissesse isso sobre alguém, significava dizer que “aquele alguém” que estava sendo apontado por ter “dito que não disse” – negando o que antes defendia - não era confiável, se tratava de individuo povoado de falsidade, agonizante em termos de caráter, um inválido moral com reputação ancorada na vergonha. 

O STF ontem, através de maioria de seis de seus inquilinos, que tinham por objetivo favorecer o maior corrupto e ladrão brasileiro segundo o Google, como em tempos passados já havia decidido que a prisão em segunda instância era legítima, voltou atrás e rompeu sua própria sentença, ou seja, o STF “disse que não disse”. 

E a propósito: que fique claro que Lula não foi inocentado...ele foi e continua condenado pelas trapaças que praticou contra o povo brasileiro...o que a sextilha do STF lhe proporcionou foi usar de toda a vergonhosa legislação brasileira em graus, graus e mais graus de recursos que, tanto a ele como a milhares de outros criminosos, proporcionarão liberdade por anos e anos, pois esses recursos nunca acabarão, fazendo a alegria não apenas do criminoso, mas também a alegria de advogados que estarão a galope de robustos honorários, fazendo-os “estalarem os beiços”. 

Assim, quem diria que depois de mais dois mil anos surgiria por aqui um segundo Barrabás a ser solto. Mas e Jesus?...dirão alguns...para ter Barrabás é preciso ter Jesus!!! Os tempos mudaram e, nesse caso o povo brasileiro representará o nosso Cristo para os castigos.  Quanto a Judas..também há mudanças...passam a ser seis, Ao invés de um...e o pior... “como quem protege o criminoso é porque é a favor do crime...não se enforcarão”.



Relacionados

Política | 11-10-2019 13:30

'Brevemente estaremos “dando adeus a nossa Amazônia”'

'Brevemente estaremos “dando adeus a nossa Amazônia”'

Política | 04-10-2019 12:58

'A sociedade precisa esquecer Lula'

'A sociedade precisa esquecer Lula'

Política | 27-09-2019 13:07

'Coisas de homens inacabados, como alertou Darwin quando em vida'

'Coisas de homens inacabados, como alertou Darwin quando em vida'

Política | 20-09-2019 13:11

'O HU não é outra coisa se não um claro retorno ao passado'

'O HU não é outra coisa se não um claro retorno ao passado'

PUBLICIDADE