Governo Central: 'esse tem colhido êxitos notáveis em todas as áreas sobre as quais se debruça'

Paulo Martins
Política | Publicado em 01/01/2020 às 12:41

Primeiro dia de um novo ano... O que mais aguça nossa curiosidade numa circunstância dessas é o horizonte comprovadamente incerto e não sabido e, incerto e não sabido devido ao fato de estarmos mais aproximados de um caldeirão do que da ortodoxia de uma república lapidada, coerente politicamente, em evolução respeitável diante das obrigações de seus três poderes recomendados por Montesqueau quando inspirou-se ao apontar ao mundo político do planeta a inarredável e imperiosa harmonia e respectivas imposições aos limites necessários para um triunfo das circunstâncias.

Infelizmente, em termos de Brasil, apesar de terem sido observado todos os princípios de legalidade e fidelidade democrática pelo seu povo na escolha de um novo governo, esse horizonte que se abre nesse 2020 se nos apresenta como mais sombrio do que ensolarado. O que se tem praticado até agora, no universo político, após um ano, são atos de choque, mais apegados à intenções ideológicas do que propriamente de alcançar avanços necessários ao bem da nação. Estamos diante de um congresso cuja maioria de seus integrantes tem contas a ajustar com a justiça - muito mais da metade - e praticando movimentos que venham em benefícios próprios desses membros comprometidos do que em favor de instrumentos que possibilitem a punição e purgação de seus desvios da boa rota. Chama-se a isso "benefícios pessoais".

Uma nação com um congresso desse nível não pode pretender prosperar, se não se corrigir e o início de um novo ano é uma data ideal e adequada a reflexões que levem a esse objetivo. Por outro lado, a imitar no comportamento essa casa que chamam de "casa de leis" emergem chamadas excelências do outro setor - aquele que tem por obrigação zelar pela correta aplicação das leis - e emerge em sua maioria do dorso de interpretações que mais destacam favorecimento a privilegiados do que o cumprimento do que chamam de lei, o que tem provocado vaias em qualquer espaço que apareçam. Mas, nem tudo está em desacordo com nossos esperanças, tanto que o eixo principal dessa engrenagem complexa - o governo central - esse tem colhido êxitos notáveis em todas as áreas sobre as quais se debruça... recuperou a credibilidade brasileiro no exterior... não levou nosso dinheiro prá fora, ao contrário, buscou maiúsculos investimentos para cá... aqui mesmo está chegando o Show Rural, antecipando mais um de seus sucessos - como sempre - mostrando que a agricultura vai muito em, obrigado... indústria em franco desenvolvimento - estradas recuperadas - juros baixos - inflação domesticada - e o preocupante desemprego deixado como heranças, se não diminuiu ainda, pelo menos parou de crescer. Enfim, há muito ainda por fazer e não se roubas mais, e também está viva nossa esperança de melhores dias pois ali na boléia está um capataz com as rédeas nas mãos e pulso firme e que resistiu até a facada que pretendeu ser assassina, fracassando, felizmente, embora seus comandantes estejam, covardemente, até hoje, ainda camuflados.




Relacionados

Política | 29-11-2019 13:00

'Brasil está tão acessível e estimulante à exploração da sociedade'

'Brasil está tão acessível e estimulante à exploração da sociedade'

Política | 22-11-2019 13:00

'O que temos agora, é como um ajuntamento anarquista'

'O que temos agora, é como um ajuntamento anarquista'

Política | 15-11-2019 12:52

'Partidos e candidatos já deveriam estar revelando o que pretendem'

'Partidos e candidatos já deveriam estar revelando o que pretendem'

Política | 08-11-2019 12:55

'Quem protege o criminoso é porque é a favor do crime'

'Quem protege o criminoso é porque é a favor do crime'