É mesmo boa ideia usar o saque do FGTS para aproveitar a Black Friday?

Redação Tarobá News
Bem-estar | Publicado em 28/10/2019 às 20:18

Desde o mês de setembro o saque do FGTS foi liberado

Com o intuito de aumentar o dinheiro em circulação no país, foi liberado em 2019, pelo presidente Jair Bolsonaro, o saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) de contas ativas e inativas. Todos que já trabalharam ou trabalham com carteira assinada, têm o direito de sacar ou receber em sua conta da Caixa Econômica até R$ 500,00 de cada conta de FGTS que possua em seu nome.

Muitas pessoas, ao saber da novidade, já pensaram em usar esses valores na sexta-feira de promoções mais famosa do mês de novembro. Com isso, se perguntam como podem economizar durante a Black Friday, e se o dinheiro do fundo deve mesmo ser utilizado nessa data — e com o intuito de compras.

O dinheiro começou a ser liberado em setembro, e é possível guardá-lo, aplicá-lo em investimentos ou usá-lo em compras e pagamento de contas.

Vantagens do saque do FGTS

A principal vantagem do saque do FGTS é poder ter em mãos um dinheiro extra, que não estava planejado nos rendimentos. No entanto, a opção só é interessante para pessoas que possuem alto valor acumulado em contas ativas ou têm contas inativas que estão paradas há algum tempo.

Também se torna um dinheiro vantajoso quando será destinado para algo realmente importante, como o pagamento de contas ou a compra de algo essencial.

Desvantagens do saque do FGTS

Pessoas que não possuem muito tempo de trabalho com carteira registrada ainda não somaram um alto valor em suas contas de FGTS. Além disso, talvez tenham o intuito de utilizar o dinheiro em outras situações, como na compra da casa própria.

Da mesma forma, qualquer um que não tenha se organizado financeiramente e vê esse saque como uma forma de poder gastar mais pode ter esse dinheiro como algo desvantajoso. Ao invés de ajudar, ele pode contribuir para aumentar dívidas.

E a Black Friday?

Economizar ao comprar na Black Friday vai muito além de procurar por produtos com preço mais em conta. Essa etapa também é importante, afinal, o grande objetivo dessa data é economizar. Mas envolve também planejamento e estudo do dinheiro que será investido.

Quem pretende unir o útil ao agradável, que aqui significa aproveitar as ofertas da data de descontos e usar o saque do FGTS, deve se atentar a alguns fatores, para que a compra realmente valha a pena.

Você precisa deste produto?

O dinheiro do saque pode ter caído na sua conta, porém, a primeira pergunta que você deve fazer é sobre aquilo que pretendia comprar na Black Friday. Você realmente precisa daquilo? Ou se trata apenas de um mimo de consumo?

Se envolve algo que vai contribuir com sua rotina e melhorar sua qualidade de vida, significa que é um produto necessário. Por exemplo, uma pessoa que trabalha em casa pode precisar de um notebook novo, caso perceba que o atual esteja com problemas.

Agora, se o objeto é apenas o último eletrônico lançado ou aquilo que está na moda, pode se tratar apenas de um gasto supérfluo. Se você tem um dinheiro sobrando — que não o do FGTS —, aproveite os descontos. Caso contrário, considere esperar um pouco mais para adquirir o produto.

Você já tem definido o que quer e o quanto pode gastar?

Além de verificar se realmente precisa de determinado item, é interessante já ter uma lista definida do que você gostaria de comprar em uma época de descontos como a Black Friday. Assim, evita a famosa compra por impulso.

Feita essa lista, anote ao lado de cada produto o quanto você pode gastar com ele. Esse limite ajuda a buscar as ofertas certas e, também, a não extrapolar e acabar comprando mais do que deveria. No dia das promoções — e se possível antes — vá anotando também os valores e lojas em que encontrou um preço bacana.

O dinheiro do saque do FGTS será exclusivo para as compras?

Por último, e não menos importante, determine se o dinheiro do saque do FGTS será destinado exclusivamente para as compras da Black Friday. Se sim, o cuidado é para não ultrapassar o valor e planejar os valores gastos com cada produto.

Caso esse dinheiro não seja integralmente dedicado à Black Friday, verifique certinho quanto pretende usar para as compras.



Relacionados

Bem-estar | 30-10-2019 15:13

Salto alto em crianças? Conheça os riscos físicos e psicológicos

Salto alto em crianças? Conheça os riscos físicos e psicológicos

Bem-estar | 30-10-2019 14:21

Quero morar sozinha. E agora?

Quero morar sozinha. E agora?

Bem-estar | 23-10-2019 08:17

Como montar uma mochila funcional para viagens curtas

Como montar uma mochila funcional para viagens curtas

Bem-estar | 23-10-2019 08:16

Conheça os sete tipos de hospedagem determinados pelo Ministério do Turismo

Conheça os sete tipos de hospedagem determinados pelo Ministério do Turismo

PUBLICIDADE