Boca Aberta encara Conselho de Ética por vídeo de médico dormindo em hospital

Redação Tarobá News
Brasil | Publicado em 21/08/2019 às 17:24

Foto: Divulgação/Câmara dos Deputados

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados decidiu pela admissibilidade da denúncia por quebra de decoro parlamentar contra o deputado federal Boca Aberta (PROS). 

O Conselho se reuniu na tarde desta quarta-feira (21) para apresentação, discussão e votação do parecer preliminar do deputado Alexandre Leite (DEM-SP), relator do processo contra o deputado elaborado a pedido do PP. Leite foi sorteado na semana passada para substituir o deputado Eduardo Costa (PTB-PA) na relatoria.

O partido alega que o deputado “adotou procedimento incompatível com o decoro parlamentar ao adentrar ambiente hospitalar sem autorização, desrespeitando funcionários, causando desordem e expondo pessoas em rede social.”

A representação do PP faz referência a uma gravação em vídeo, feita pelo parlamentar em um hospital, em que ele mostra o médico plantonista dormindo na sala de descanso dos funcionários. O vídeo foi feito e divulgado sem autorização em março deste ano.

O PP também argumenta que o Ministério Público Eleitoral (MPE) encaminhou, no dia 12 de março de 2019, ao Ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Jorge Mussi, parecer em que recomenda a cassação do mandato do deputado Boca Aberta, que teve seu mandato de vereador cassado em 2017.

Fonte: Agência Câmara 



Relacionados

Curitiba | 20-01-2020 17:55

IPVA pode ser pago em todos os bancos e casas lotéricas

IPVA pode ser pago em todos os bancos e casas lotéricas

Brasil | 20-01-2020 16:55

26 presos fogem de presídio no AC; polícia investiga relação com fuga no Paraguai

26 presos fogem de presídio no AC; polícia investiga relação com fuga no Paraguai

Brasil | 20-01-2020 16:10

Vice-ministro de Política Criminal do Paraguai renuncia após denúncia do Brasil

Vice-ministro de Política Criminal do Paraguai renuncia após denúncia do Brasil

Brasil | 20-01-2020 14:55

Moro quer ampliar mapeamento de bens do tráfico para agilizar leilões

Moro quer ampliar mapeamento de bens do tráfico para agilizar leilões