Parceria entre Segurança e Copel facilitará mapeamento de crimes

Redação Tarobá News
Cotidiano | Publicado em 12/09/2019 às 15:47

Um termo de cooperação entre a Secretaria da Segurança Pública do Paraná e a Copel permitirá um avanço no rastreamento de ocorrências criminais no Estado. O documento foi assinado pelo secretário da pasta, Romulo Marinho Soares, e pelo diretor-presidente da empresa de energia paranaense, Maximiliano Orfali, após uma demonstração do sistema de georreferenciamento, em Curitiba.

O acordo possibilita mapear as ocorrências policiais e, a partir daí, reforçar o planejamento de ações de combate e estratégias de prevenção. “É mais um passo que damos no quesito integração. Temos quatro pilares importantes que são planejamento estratégico, integração, as boas práticas e a inteligência. Vamos cruzar informações de georreferenciamento da companhia com os dados estatísticos da nossa secretaria”, disse o secretário.

Para Orfali é gratificante que a companhia possa estar inserida nesta fase da segurança pública do Estado. “Para nós é uma grande satisfação participar desse momento, de forma que poderemos auxiliar a polícia e a secretaria da segurança sedendo nossa base de dados”. Ele acrescentou que a empresa tem uma forte atuação social e que essa parceria reforça esse papel da Copel.

NA PRÁTICA - O coordenador de análise e planejamento estratégico (Cape), Cláudio Todisco, explicou como a integração será operacionalizada pelos profissionais da segurança. “Permitirá toda a geocodificação das ocorrências criminais e a atualização de mapas. Com isso, os policiais que fazem a gestão da segurança e a investigação ficam sabendo das ocorrências e podem atuar em cima delas e dos pontos mais sensíveis”.

Todisco explicou que, além de trabalhoso, o mapeamento cartográfico é algo que custa caro aos cofres públicos. A Copel faz atualizações de mapas de modo sistemático ao instalar e ligar postes de luz em novas ruas e moradias, o que forma uma base de dados confiável e dinâmica.

Denominado Cape Geo, o sistema é capaz de verificar a concentração de crimes, de acordo com sua natureza, em um raio de 400 metros nas zonas urbanas e de dois quilômetros em zonas rurais, pontuando os locais com mais ocorrências e a área de influência delas. Assim, os dados contribuem para dinamizar operações policiais e dar um retrato mais fiel do que os profissionais da segurança enfrentarão naquela localidade.

CONSCIENTIZAÇÃO – A Secretaria da Segurança Pública e a Copel também firmaram parceria voltada à campanha do Disque Denúncia 181 por meio de cartazes fixados nas subestações da empresa e da divulgação do número na fatura de energia. “Nosso Disque Denúncia já é um canal consolidado e que tem ajudado a melhorar os índices de criminalidade no Estado. Com o apoio da Copel queremos difundir ainda mais essa marca e reforçar os trabalhos contra furtos de fiação e ligações irregulares, que também poder ser denunciados pelo 181”, explicou o secretário Marinho.

AEN



Relacionados

Maringá | 18-09-2019 08:31

Incêndio de grandes proporções destrói fábrica de borrachas em Maringá

Incêndio de grandes proporções destrói fábrica de borrachas em Maringá

Cianorte | 18-09-2019 07:46

A queda de meteoro que gerou clarão e estrondo, assustando moradores

A queda de meteoro que gerou clarão e estrondo, assustando moradores

Cascavel | 18-09-2019 07:28

Confira a previsão do tempo dessa quarta-feira

Confira a previsão do tempo dessa quarta-feira

Itaipulândia | 18-09-2019 06:53

Recadastramento biométrico segue até dia 30 de setembro

Recadastramento biométrico segue até dia 30 de setembro

PUBLICIDADE