Endividamento se mantém estável no Paraná

Redação Tarobá News
Economia | Publicado em 17/09/2019 às 20:19

Foto: Marcos Santos/USP Imagens

O número de famílias endividadas permanece estável no Paraná. Segundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC), elaborada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e divulgada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR) 90,8% dos paranaenses possuíam algum tipo de dívida no mês de agosto. O percentual vem se mantendo estável desde junho, quando era 90,6%. Em julho, a parcela de endividados permaneceu em 90,7%.

Apesar da estabilidade do endividamento, a parcela de consumidores com contas em atraso passou de 28,7% em julho para 30,7% em agosto. Enquanto isso, as famílias sem condições de pagar suas dívidas correspondem a 10% ante 10,6% em julho.

A média nacional também ficou estável e atingiu 64,8% em agosto ante 64,1% em julho.

 

Na segmentação por renda, observa-se redução no endividamento entre as famílias com renda mensal acima de 10 salários mínimos, que atingia 95,21% em julho e baixou para 90,48% no mês passado. Por outro lado, o endividamento teve ligeiro aumento entre as famílias com renda abaixo de 10 salários mínimos, que correspondiam a 89,69% em julho para 90,48% em agosto.

A maioria dos paranaenses (44,6%) considera ter nível mediano de endividamento, enquanto 32,5% se consideram muito endividados e 13,7% acreditam ter poucas dívidas.

Entre as famílias com contas em atraso, em 43,07% dos casos esse atraso é superior a 90 dias e, portanto, podem ser consideradas inadimplentes.

Tipo de dívida

O cartão de crédito é o principal motivo de endividamento, com 76,4%, seguido pelo financiamento de veículo (8,4%) e pelo financiamento imobiliário (7,3%).



Relacionados

Economia | 14-10-2019 13:55

PPSA: Petrobras pagará R$ 210 mi à União em acordo de conciliação

PPSA: Petrobras pagará R$ 210 mi à União em acordo de conciliação

Economia | 14-10-2019 10:35

Dólar à vista renova máxima após venda parcial em leilão do BC e Mnuchin

Dólar à vista renova máxima após venda parcial em leilão do BC e Mnuchin

Economia | 14-10-2019 10:10

Projeção de alta do PIB de 2019 permanece em 0,87% no Focus do BC

Projeção de alta do PIB de 2019 permanece em 0,87% no Focus do BC

Economia | 14-10-2019 08:50

Nobel de Economia 2019 vai para iniciativa em aliviar a pobreza no mundo

Nobel de Economia 2019 vai para iniciativa em aliviar a pobreza no mundo

PUBLICIDADE