'Há zero possibilidade de aumentar a carga de impostos', diz Waldery

Estadão Conteúdo
Economia | Publicado em 18/11/2019 às 17:55

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, destacou nesta segunda-feira, 18, que o governo conseguiu liberar todos os recursos contingenciados no Orçamento de 2019 e reduzir o déficit primário neste ano sem aumentar a carga tributária. "Há zero possibilidade de aumentar a carga de impostos. Com as reformas, no futuro a carga poderá inclusive cair. O governo tem como diretriz buscar equilíbrio fiscal trabalhando com redução de despesas", completou.

Waldery explicou que a meta de déficit primário de 2019 está mantida em R$ 139 bilhões, mas lembrou que o saldo negativo deve ficar abaixo dos R$ 80 bilhões.

O governo publicou no último dia 12 um Relatório Extemporâneo de Receitas e Despesas prevendo a possibilidade de ampliação do limite de empenho no Orçamento neste ano em R$ 16,768 bilhões.

De acordo com o Ministério da Economia, serão descontingenciados todos os recursos que estão bloqueados, que somam R$ 14 bilhões.

"O contingenciamento no começo do ano foi muito forte e feito de maneira bastante cautelosa, chegando a R$ 34 bilhões ao longo do ano. Mas, nos últimos dois relatórios, o bloqueio foi integralmente revertido", apontou Waldery.



Relacionados

Economia | 13-12-2019 18:45

Dólar fecha em alta com dúvidas sobre acordo comercial China/EUA

Dólar fecha em alta com dúvidas sobre acordo comercial China/EUA

Curitiba | 13-12-2019 18:18

Reforma Tributária vai ajudar a pacificar a guerra fiscal

Reforma Tributária vai ajudar a pacificar a guerra fiscal

Economia | 13-12-2019 18:00

Empresas não terão de pagar multa de 10% do FGTS a partir de 2020

Empresas não terão de pagar multa de 10% do FGTS a partir de 2020

Economia | 13-12-2019 17:50

Eletrobras e Ande fecham acordo sobre divisão de energia de Itaipu

Eletrobras e Ande fecham acordo sobre divisão de energia de Itaipu

PUBLICIDADE