Maia diz que setor privado tem e quer preservar benefícios

Estadão Conteúdo
Economia | Publicado em 17/06/2019 às 18:50

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), criticou nesta segunda-feira, 17, benefícios concedidos ao setor privado do País. Para uma plateia de empresários do setor sucroenergético, Maia criticou subsídios dados sem que haja a contrapartida do aumento de produtividade. "Há muita crítica ao setor público, mas temos problemas grandes no setor privado, que tem e quer preservar os benefícios", disse Maia.

Segundo ele o setor privado tem R$ 380 bilhões de renúncia tributária por ano, R$ 80 bilhões em incentivos fiscais somente com o Simples. "O governo federal nem tem ideia de como é a forma de incentivo no caso do Simples e isso precisa ser discutido", afirmou.

Outro exemplo de distorção, segundo Maia, são incentivos dados à Zona Franca de Manaus. "Um grande debate do ano passado foi alíquota aumentada do xarope de refrigerante na Zona Franca. Defendi porque apoio a bancada da Amazônia, mas é plausível que xarope saia de lá e abasteça até a Colômbia?", indagou.



Relacionados

Economia | 09-12-2019 15:55

Bolsonaro diz que sancionará nos próximos dias reforma dos militares

Bolsonaro diz que sancionará nos próximos dias reforma dos militares

Cascavel | 09-12-2019 15:32

Super Muffato traz conceito gourmet para Cascavel

Super Muffato traz conceito gourmet para Cascavel

Economia | 09-12-2019 15:15

Bolsonaro sobre carne: estamos na entressafra e preço vai diminuir

Bolsonaro sobre carne: estamos na entressafra e preço vai diminuir

Economia | 09-12-2019 14:25

Carnes podem continuar subindo até fim de janeiro ou início de fevereiro, diz FGV

Carnes podem continuar subindo até fim de janeiro ou início de fevereiro, diz FGV