Itamaraty diz que governo acompanha escalada de tensões na Síria

Redação Tarobá News
Mundo | Publicado em 12/10/2019 às 08:42

Foto: AFP/reprodução

O Ministério das Relações Exteriores distribuiu hoje (12) nota à imprensa informando que “o governo brasileiro acompanha com grande preocupação a recente escalada de tensões na região nordeste da Síria. Os últimos acontecimentos já teriam vitimado número crescente de pessoas, inclusive civis, e gerado milhares de deslocados internos.”

Acrescenta que “o governo brasileiro exorta todas as partes envolvidas a exercerem o máximo de contenção e a cessarem as atividades militares, de modo a salvaguardar a integridade da população e da infraestrutura civis e a garantir acesso pleno, desimpedido e seguro à ajuda humanitária na região.”

Segundo o Itamaraty, “o governo brasileiro reitera que o único caminho para o fim do conflito na Síria é pela via política, com pleno respeito à Carta das Nações Unidas, ao direito internacional, à unidade, soberania e integridade territorial síria, e em estrita observância das resoluções pertinentes do Conselho de Segurança.”

O Itamaraty tem mantido contato regular com a comunidade brasileira residente na Síria. Até o momento, não há registro de nacionais entre as vítimas da recente escalada de tensões no nordeste sírio.

O núcleo de assistência a brasileiros do Ministério das Relações Exteriores (MRE) informou que “está à disposição para informações e esclarecimentos, de segunda a sexta-feira, das 9h às 19h, pelos telefones +55 61 2030 8803 e +55 61 2030 8804, e pelo e-mail dac@itamaraty.gov.br. Nos demais horários, poderá ser contatado o telefone do plantão consular da Secretaria de Assuntos de Soberania Nacional e Cidadania do Itamaraty: +55 61 98197-2284.”

Fonte: EBC



Relacionados

Mundo | 01-12-2019 09:10

Trump tem prazo até hoje para informar se participará de audiência do impeachment

Trump tem prazo até hoje para informar se participará de audiência do impeachment

Mundo | 30-11-2019 07:13

Presidente do Suriname é condenado a 20 anos de prisão

Presidente do Suriname é condenado a 20 anos de prisão

Mundo | 30-11-2019 07:13

Polícia encerra cerco à Universidade Politécnica de Hong Kong

Polícia encerra cerco à Universidade Politécnica de Hong Kong

Mundo | 30-11-2019 07:13

Novo balanço aponta 49 mortos em terremoto na Albânia

Novo balanço aponta 49 mortos em terremoto na Albânia

PUBLICIDADE