Famílias do Flores do Campo podem ser transferidas para terrenos na zona oeste

Redação Tarobá News
Paraná | Publicado em 11/10/2019 às 16:09

Famílias que ocupam o Residencial Flores do Campo podem ser transferidas para dois terrenos na zona oeste de Londrina. O impasse se arrasta há exatamente três anos, quando o empreendimento do governo federal foi ocupado.

As 146 famílias seriam alocadas em um terreno no Conjunto João Turquino e em outro no Maria Lúcia, áreas que já possuem rede de água, esgoto e elétrica. No começo de outubro, uma reunião entre moradores, Justiça Federal, Cohab, representantes da prefeitura, igreja católica e UEL. Ficou acordado que a Universidade Estadual de Londrina forneceria os projetos das novas residências em alvenaria e que metade do kit de material de construção seria doada pela igreja católica.

Entretanto, a construção dessas casas poderia representar a fixação permanente dos moradores nesses terrenos, o que desrespeita a fila de espera de cidadãos que aguardam a casa própria pela Cohab.

A Caixa Econômica Federal informou que só poderá avaliar a retomada das obras do Flores do Campo após a saída das famílias.

Reportagem: Larisa Trevisam



Relacionados

Paraná | 17-10-2019 15:30

Certificação para Consamu é negada pelo Ministério da Saúde

Certificação para Consamu é negada pelo Ministério da Saúde

Londrina | 17-10-2019 14:56

Mãe pede ajuda para encontrar adolescente desaparecida em Londrina

Mãe pede ajuda para encontrar adolescente desaparecida em Londrina

São José dos Pinhais | 17-10-2019 14:44

Governo libera R$ 7 milhões em recursos para serviços de saúde

Governo libera R$ 7 milhões em recursos para serviços de saúde

Fazenda Rio Grande | 17-10-2019 13:49

Prefeito e pregoeiro de Fazenda Rio Grande são multados por falha em licitação

Prefeito e pregoeiro de Fazenda Rio Grande são multados por falha em licitação

PUBLICIDADE