Mutirão com investimento de R$ 100 milhões vai recuperar rodovias

Redação Tarobá News
Paraná | Publicado em 10/12/2019 às 14:51

Foto: AEN

O Governo do Paraná vai destinar R$ 100 milhões para a recuperação de diversas rodovias em todo o Estado. A maior parte do investimento será destinada às regiões Norte e Noroeste, dentro do mutirão que será implantado ainda neste ano pela Secretaria de Estado da Infraestrutura e Logística. O repasse de recursos foi determinado pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior e anunciado nesta terça-feira (10), durante reunião do secretariado, no Palácio Iguaçu.

Os recursos virão do governo federal como parte do que cabe ao Paraná no leilão de petróleo do pré-sal, realizado em novembro. “As rodovias do Paraná necessitam de investimento, por isso a determinação. Pegamos o Estado com estradas sucateadas, então demora certo tempo para colocar tudo em ordem. Mas estamos atentos”, afirmou o governador.

Ratinho Junior ressaltou que já foram investidos desde o início do ano e até o momento R$ 500 milhões na recuperação da malha viária estadual. A prioridade, disse ele, é garantir mais conforto e segurança para o usuário. “A infraestrutura tem sido uma das nossas grandes prioridades”, enfatizou.

Secretário da Infraestrutura e Logística, Sandro Alex explicou que a opção pelo Norte e Noroeste se deve ao fato de a região concentrar o maior número de estradas danificadas, segundo levantamento do Departamento de Estrada e Rodagem do Paraná (DER-PR). “São rodovias que ficaram abandonadas por algum tempo, com os investimentos sendo priorizados para as áreas urbanas”, disse.

BALANÇO – Na reunião, Sandro Alex fez uma apresentação das realizações da Secretaria da Infraestrutura e Logística em 2019. Além da melhoria da malha viária do Estado, ele ressaltou ações importantes que saíram do papel neste ano, com destaque para o programa de aviação regional Voe Paraná e o início do novo processo de concessões de rodovias, em parceria com o governo federal.

O secretário também citou a retomada de obras estruturantes com a efetivação dos acordos de leniência entre o Ministério Público e as permissionárias que administram atualmente as praças de pedágio no Paraná. Os acordos permitirão mais de R$ 500 milhões em investimento. “O grande objetivo, um dos pilares do governo, é fortalecer a infraestrutura. Avançamos, mas ainda há muito o que fazer”, afirmou Sandro Alex.

NOVO PEDÁGIO – O secretário lembrou que a partir de 2021 o Paraná terá uma nova formatação de pedágio, com as concessões de rodovias saltando de 2,5 mil quilômetros para 4,1 mil quilômetros, com a criação de um Anel de Integração remodelado.

Ele explicou que o objetivo é garantir uma modelagem moderna de concessão. “O que estamos propondo no lote de concessões do Paraná, que é o maior do Brasil, é uma modelagem com menores tarifas, que garanta valor justo para os usuários e investimentos importantes”, destacou.

A proposta é utilizar uma modelagem híbrida, que prevê a menor tarifa com a maior outorga, para evitar que empresas aventureiras se ancorem no preço da tarifa e não consigam cumprir o que está previsto na licitação. Também está previsto um modelo em que o usuário que utiliza mais as rodovias pague tarifas menores, o chamado Desconto ao Usuário Frequente (DUF).

TRECHOS – O novo programa de concessões rodoviárias passará a funcionar seguindo a lógica dos pedágios federais que já funcionam no Estado, unindo corredores em formato de mosaico. Entre as ligações, destaque para o elo Guaíra-União da Vitória e o reforço na ligação com São Paulo pelo Norte Pioneiro.

Outros pontos importantes da lista de concessões são as modernizações da PR-323, entre Maringá e Guaíra, uma demanda antiga do setor produtivo do Estado; e da PR-280, que corta o Sudoeste e é uma ligação muito usada no transporte entre o Brasil e a Argentina.

Os contratos com as atuais concessionárias foram assinados em 1997 e se encerram em 2021. O polígono geométrico interliga Curitiba, Ponta Grossa, Guarapuava, Cascavel, Foz do Iguaçu, Campo Mourão, Maringá, Paranavaí, Londrina e Paranaguá.

VOE PARANÁ – O Voe Paraná reconectou 12 cidades do Interior a Curitiba. É o maior programa de aviação regional da Gol no País. Serão 70 voos semanais neste primeiro momento, com possibilidade de aumentar o fluxo em função da demanda e do ingresso de Apucarana e Guarapuava na lista.

São atendidos atualmente os seguintes municípios: Arapongas, Paranavaí, Guaíra, Paranaguá, Campo Mourão, Cianorte, Telêmaco Borba, Cornélio Procópio, União da Vitória e Francisco Beltrão.

AEN



Relacionados

Londrina | 24-01-2020 18:58

Fim de semana será de sol e calor em Londrina; confira a previsão do tempo

Fim de semana será de sol e calor em Londrina; confira a previsão do tempo

Londrina | 24-01-2020 18:56

Secretaria de Saúde prossegue com mutirão de limpeza no Santa Fé

Secretaria de Saúde prossegue com mutirão de limpeza no Santa Fé

Londrina | 24-01-2020 17:57

Sala do Empreendedor lança agendamento online para MEIs

Sala do Empreendedor lança agendamento online para MEIs

Toledo | 24-01-2020 16:53

Justiça nega recurso e mantém suspensão das obras do Hospital Regional que implicariam gasto de R$ 9,3 milhões

Justiça nega recurso e mantém suspensão das obras do Hospital Regional que implicariam gasto de R$ 9,3 milhões

PUBLICIDADE