Ex-advogado de suspeito de matar companheira fala sobre desistência do caso

Ellen Santos
Policial | Publicado em 12/09/2019 às 16:53

O advogado Robson Trukane Miranda que estava defendendo Halif Ferreira de Lima, recebeu a nossa equipe nesta tarde (12).

O caso brutal chamou a atenção e revoltou os cascavelenses. Silvia Caroline França, de 24 anos, e a filha dela de 10 meses foram mortas dentro de uma casa no bairro Parque São Paulo. Os corpos foram encontrados na quarta-feira.

O advogado foi procurado pela família do acusado, e decidiu prestar o primeiro atendimento ao acusado. Ele chegou a falar com a imprensa na noite de ontem, mas hoje decidiu deixar o caso. 

Advogado de suspeito de matar mãe e filha fala com a imprensa

Ele relatou que o motivo para sair foi pessoal, e que os profissionais como advogados devem garantir que ele seja processado da maneira prevista. Ele ainda ressalta que independente se o réu é inocente ou culpado ele tem direito a defesa.

"Todos estão sofrendo muito, então comentários desnecessários, pré julgamentos, eu acho que nesse momento não soma", conclui.

Halif continua detido na carceragem da Depen. A delegacia de Homicídios está investigando o caso.

Leia mais: Advogado de suspeito de matar companheira e enteada deixa o caso

Suspeito de matar mãe e filha deixou carta relatando o motivo do crime

Imagens mostram residência onde mãe e filha foram mortas

Mãe e filha mortas com violência são sepultadas em Juvinópolis

Jovem e filha encontradas mortas são identificadas

Mulher e bebê são encontrados mortos na avenida Carlos Gomes



Relacionados

Ponta Grossa | 19-09-2019 17:23

PRF apreende veículo com cigarros na Av. Souza Naves

PRF apreende veículo com cigarros na Av. Souza Naves

Ponta Grossa | 19-09-2019 17:07

Presos da Cadeia de Ponta Grossa participam de Círculos de Justiça Restaurativa

Presos da Cadeia de Ponta Grossa participam de Círculos de Justiça Restaurativa

São Miguel do Iguaçu | 19-09-2019 16:58

36 presos da cadeia pública foram transferidos para presídios de Foz do Iguaçu

36 presos da cadeia pública foram transferidos para presídios de Foz do Iguaçu

Curitiba | 19-09-2019 16:54

Onze anos depois, polícia identifica suspeito da morte de Raquel Genofre

Onze anos depois, polícia identifica suspeito da morte de Raquel Genofre

PUBLICIDADE