Promotoria denuncia advogado que teria coagido testemunha

Redação Tarobá News
Policial | Publicado em 14/08/2019 às 09:40

O Ministério Público do Paraná, por meio da Promotoria de Justiça de Cidade Gaúcha, no Noroeste Paranaense, ofereceu nesta terça-feira, 13 de agosto, denúncia criminal contra um advogado por crime de coação de testemunha (coação no curso do processo). Segundo investigação realizada pelo MPPR, o advogado procurou uma testemunha de acusação que seria ouvida em processo decorrente da Operação Regalia (que investigou a concessão de regalias a presos mediante pagamento de propina).

Conforme a denúncia, o advogado conversou com um parente da testemunha e transmitiu o recado de que ela estaria em risco de morte, visando, assim, intimidar a testemunha para que ela mudasse o depoimento, o que não ocorreu. De acordo com as apurações, o advogado agiu visando beneficiar os denunciados na Operação, em especial dois dos acusados, que são seus clientes.

Se condenado, o advogado ficará sujeito a uma pena de um a quatro anos de prisão, além de multa.


MPPR



Relacionados

Cascavel | 07-12-2019 09:55

Jovem morre ao ser baleado dentro de casa no Veneza

Jovem morre ao ser baleado dentro de casa no Veneza

Foz do Iguaçu | 07-12-2019 09:38

Foragido da justiça que estava em forro de motel se entrega após 27 horas de negociações

Foragido da justiça que estava em forro de motel se entrega após 27 horas de negociações

Curitiba | 07-12-2019 09:37

Policiais fecham rua no Centro e treinamento chama a atenção de moradores

Policiais fecham rua no Centro e treinamento chama a atenção de moradores

Umuarama | 07-12-2019 08:53

Pediatra de Umuarama é denunciado por abuso sexual

Pediatra de Umuarama é denunciado por abuso sexual

PUBLICIDADE