Suspeitos da morte de agente penitenciário trocam tiros com polícia

Redação Tarobá News
Policial | Publicado em 14/01/2020 às 18:33

Foto: Marcelo Borges/Banda B

Três procurados pela Polícia Civil do Paraná (PC-PR) reagiram a uma abordagem e trocaram tiros com os policiais, na tarde desta terça-feira (14), no bairro Novo Mundo, em Curitiba. Dois acabaram baleados e outro foi preso em flagrante. Eles são suspeitos de ter participação no homicídio do agente penitenciário Edson Cardoso, de 57 anos, ocorrido no dia 20 de dezembro.

Eles estavam em um edifício residencial, localizado na rua Waldemiro Ry. Um morador do condomínio disse à Banda B que os policiais estava à paisana e ficaram esperando os suspeitos na garagem do condomínio. 

Os morador relatou que ouviu ao menos 10 tiros. “Havia uma gritaria, o policial dizendo para sair do carro. Logo após, escutamos o barulho dos tiros”, comentou.

Ainda segundo a testemunha, nos últimos dias os moradores estavam percebendo uma movimentação estranha o condomínio. “Há cerca de quatro meses essa movimentação de pessoas diferentes saindo e entrando, arruaça de madrugada, brigas”, relatou.

O delegado Victor Menezes, da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), estava no local, mas informou que não daria entrevista a respeito da situação.

Os baleados foram encaminhados á hospitais de Curitiba.

Com informações: BandaB



Relacionados

Francisco Beltrão | 25-01-2020 10:59

Rapaz é encontrado morto dentro de um córrego no bairro Padre Ulrico

Rapaz é encontrado morto dentro de um córrego no bairro Padre Ulrico

Arapongas | 25-01-2020 09:59

Maus-tratos a cão resulta em multa a dona de animal em Arapongas

Maus-tratos a cão resulta em multa a dona de animal em Arapongas

Londrina | 25-01-2020 09:26

Carro roubado é localizado com ajuda de helicóptero da PM

Carro roubado é localizado com ajuda de helicóptero da PM

Fazenda Rio Grande | 25-01-2020 09:03

Júri de homem acusado de matar ex na frente da filha é suspenso e decisão deve sair neste sábado

Júri de homem acusado de matar ex na frente da filha é suspenso e decisão deve sair neste sábado