Assembleia Legislativa comemora os 15 anos do SAMU Curitiba

Redação Tarobá News
Política | Publicado em 10/09/2019 às 21:22

Foto: Orlando Kissner/Alep

Os 15 anos da criação do SAMU Curitiba foram celebrados em uma sessão solene na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), na noite desta terça-feira (10). A homenagem ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência foi proposta pelo deputado Michele Caputo (PSDB) como reconhecimento a excelência dos atendimentos em situações de emergência prestados à população por seus 437 profissionais, entre médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem, condutores socorristas e rádio operadores.

“A homenagem é ao SAMU de Curitiba, pioneiro, mas se reflete a todos que fazem a gestão do serviço no Paraná, em 343 municípios. Na capital, tem esta parceria importante com o SIATE, que foi também o primeiro do Brasil, em Curitiba e por isso está aqui o comandante do Corpo de Bombeiros”, disse Caputo, em referência à presença do coronel Samuel Prestes.

“É uma homenagem às pessoas que salvam vidas, nos momentos mais difíceis de outras pessoas. Ter estruturas como o SAMU, vinculada com os hospitais que dão retaguarda, aeromédicos, ambulâncias preparadas e gente capacitada, é muito importante”, afirmou o parlamentar.

O prefeito de Curitiba, Rafael Greca, falou do orgulho que o município tem do SAMU. Segundo ele, 32 novas ambulâncias foram adquiridas para a renovação da frota. “Estão todas com vida útil para servir à população. Renovamos uniformes e equipamentos, porque a vida é muito importante e é preciso preservá-la”, declarou. “Parabéns a estes guerreiros que constroem uma muralha de proteção à vida”, frisou.

Para a secretária municipal de Saúde de Curitiba, Márcia Huçulak, o reconhecimento do Legislativo ao pioneirismo do SAMU reflete o quanto a população confia na equipe que se dedica diariamente às demandas de emergência. “É um orgulho para nós, uma alegria e merecida homenagem a quem iniciou este projeto, precursores, diretores e funcionários que destacamos nesta comemoração aos 15 anos em Curitiba”, falou.

O diretor do departamento de urgência e emergência da Secretaria Municipal de Saúde, Pedro Henrique Almeida, que presta plantões semanais no atendimento direto à população, o impacto do trabalho é fundamental nos momentos em que as pessoas mais precisam. “Quem trabalha no SAMU tem prazer no que faz. Um plantão nunca é igual ao outro, nós sabemos como vai iniciar, mas não como vai ser o desenrolar”, explicou sobre os salvamentos.

“Fazer partos, salvar crianças, principalmente em situações de engasgadura que conseguimos reverter, retirar pessoas de ferragens de automóveis quando ocorrem acidentes, tudo isso realmente marca nossa passagem pelo SAMU, relatou o diretor, saudando os seus parabéns a todos os funcionários e funcionárias que integram as equipes.

Depoimentos – Para a enfermeira do SAMU, Francielle Camila Tigrinho, enfermeira homenageada do SAMU, o trabalho não é fácil, mas “muito gratificante”. “Saímos para os atendimentos em domicílio ou nas vias públicas, e também atendimentos clínicos”, explicou, do alto de seus 15 anos de experiência.

Maria Aparecida Bueno, enfermeira com 15 anos de SIATE, prestou socorro a uma menina recém-nascida que tinha apenas 1,1 quilo de peso. “Hoje ela está super bem e eu sou sua madrinha. É emocionante, um salário que a gente não recebe em dinheiro”, contou.

De acordo com a enfermeira Tereza Lemler Cani, também enfermeira desde o início do SAMU, os casos atendidos fazem “valorizar cada vez mais a família que temos. Vemos o quanto somos felizes por temos o que temos, valorizamos ainda mais as oportunidades que temos”, contou.

Criação – O SAMU Curitiba iniciou suas atividades em 15 de setembro 2004, habilitado pelo Ministério da Saúde. Atualmente, o serviço qualificado para atendimentos em toda a Região Metropolitana de Curitiba (RMC). Em sua implantação, como SAMU Microrregional, atendia apenas Curitiba e São José dos Pinhais com uma frota de 17 ambulâncias de suporte básico e quatro de suporte avançado, de Curitiba, mais duas de suporte básico e uma de suporte avançado no município vizinho.

A ampliação da área de cobertura se estende hoje aos 27 municípios da 2ª Regional de Saúde Metropolitana, onde residem 3,7 milhões de pessoas, passando a ser um serviço metropolitano. A Central 192 é o setor de inteligência no acolhimento de pedidos de socorro feitos diretamente pela população. Ele é responsável pela triagem médica e tomada de decisões para as respostas a cada situação.

Hoje são 15 ambulâncias trabalhando como Unidades de Suporte Avançado (USA), 41 Unidades de Suporte Básico (USB) e um Veículo de Intervenção Rápida (VIR), que atende exclusivamente às urgências e emergências reguladas pelo Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (SIATE). Ainda compõe a frota um helicóptero que atende 34 bases descentralizadas em todo o território de abrangência.

O SAMU atua de forma integrada com o SIATE, além do conjunto de unidades básicas de saúde e de pronto-atendimento; as portas de entrada nos hospitais e os leitos hospitalares da região. Apenas em Curitiba, a frota é de 33 ambulâncias, operacionais e de reserva, em 14 bases, com 437 profissionais, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, condutores socorristas e rádio operadores.

A Central 192 recebe diariamente 1.220 chamadas. Em 2018 ela foi responsável pelo atendimento de 131.772 situações de urgência, 78.636 dentro de Curitiba.

Alep



Relacionados

Rolândia | 22-10-2019 12:30

TCE multa e aponta possíveis irregularidades nas contas de Rolândia

TCE multa e aponta possíveis irregularidades nas contas de Rolândia

Política | 22-10-2019 10:50

Eduardo Bolsonaro nomeia novos vice-líderes na Câmara

Eduardo Bolsonaro nomeia novos vice-líderes na Câmara

Política | 22-10-2019 10:30

Com Bolsonaro no Japão, Doria visita Mourão no Palácio do Planalto

Com Bolsonaro no Japão, Doria visita Mourão no Palácio do Planalto

Política | 22-10-2019 09:05

Joice Hasselmann diz que há 'time de fake news' no entorno do clã Bolsonaro

Joice Hasselmann diz que há 'time de fake news' no entorno do clã Bolsonaro