PF faz buscas contra supostas ameaças a Bolsonaro nas redes sociais

Estadão Conteúdo
Política | Publicado em 02/12/2019 às 19:30

Carolina Antunes/PR

A Polícia Federal cumpriu dois mandados de busca e apreensão em Três Corações e Alfenas, municípios no Sul de Minas Gerais, para apurar supostas ameaças publicadas em redes sociais contra o presidente Jair Bolsonaro. As ordens foram expedidas pela Justiça Federal sob argumento de crime contra a segurança nacional.

A investigação teve início na última sexta-feira, 29, após um homem ser detido por ter publicado em seu perfil nas redes sociais fotos e vídeos de suposto plano de atentado contra Bolsonaro. O presidente esteve na cidade de Três Corações no mesmo dia para participar da Solenidade de Diplomação das Turmas do Curso de Formação de Sargentos 2019.

Bolsonaro chegou ao município mineiro por volta das 10h35 e deixou a cidade às 13h30, conforme registros em sua agenda oficial.

O suspeito detido era funcionário terceirizado da Escola de Sargentos das Armas e aparecia em vídeos postados pela instituição em redes sociais. A investigação tramita em segredo de Justiça.



Relacionados

Curitiba | 05-12-2019 17:25

Projeto de Lei assegura certidão em braile à deficientes visuais

Projeto de Lei assegura certidão em braile à deficientes visuais

Política | 05-12-2019 12:35

Presidente do TJ-SP descarta nova sede, mas pede R$ 2,4 bilhões

Presidente do TJ-SP descarta nova sede, mas pede R$ 2,4 bilhões

Política | 05-12-2019 10:55

Lava Jato prende perito por propinas de R$ 4,9 mi de empresas de ônibus do Rio

Lava Jato prende perito por propinas de R$ 4,9 mi de empresas de ônibus do Rio

Política | 04-12-2019 21:40

Em CPI, Joice diz que País é governado por filhos do presidente

Em CPI, Joice diz que País é governado por filhos do presidente