Geraldo Rufino: “Não acredito em tempos difíceis, acredito em tempos diferentes”

Redação Tarobá News
18/10/2019 11:22

O Lidere 2019 não poderia ter tido desfecho melhor. Geraldo Rufino, um incentivador nato de pessoas, chacoalhou a plateia do encontro empresarial para uma realidade que ele acredita ser completamente possível: vencer as dificuldades e seus próprios limites.

Rufino foi criado em uma favela, mas mesmo assim começou a guardar dinheiro a partir dos 11 anos vendendo latinha. Hoje, ele é um homem maduro, que se diz “irritantemente feliz”, proprietário da JR Diesel, uma empresa que fatura milhões por mês e que é a maior do segmento na América Latina.

“Há muita previsão, muita teoria, mas o que você precisa fazer por você, por seu negócio e por seu país precisa ser hoje”, afirma Rufino, que também acredita que a base de cada ser humano começa na família. “Com o passar do tempo as pessoas perderam a noção de valores. Falam tanto da China, mas falta patriotismo aqui, falta rever sua lista de valores, onde começa a sua base, onde começa a sua bateria. Profissão do futuro é ser um ser humano melhor, o resto as máquinas vão fazer”.

Geraldo Rufino também ressaltou que, para ele, a crise é necessária para tirar as pessoas da zona de conforto. “Faço as coisas com simplicidade há 50 anos num país que dizem que é difícil. A crise é necessária, é um jogo de números, sempre haverá crise. Tem gente que está esperando a reforma da previdência, a reforma tributária, enquanto isso, os chineses – que tanto falam – estão indo à luta. Faça você também e pare de esperar. Empreendedorismo é comportamento, atitude, é querer fazer a diferença para o outro, é querer ser locomotiva e não vagão. E nesse caminho, ainda é essencial conviver com as diferenças”.

Sobre toda sua positividade, Rufino explica: “Não acredito em tempos difíceis, acredito em tempos diferentes, e você se adapta a tudo. Você se adapta quando tem um filho, quando diminui a grana. Empreender é andar de bicicleta, é tentar, cair e levantar de novo. Cada vez que eu quebrei, foi por algum erro estratégico, mas eu nunca quebrei os meus valores, nunca quebrei o meu respeito. Eu só fiquei sem dinheiro. Então, se você for na sua base, vai entender que não ter dinheiro é o menor dos problemas”.

Antes de encerrar sua palestra, o empreendedor lançou uma reflexão aos participantes da plateia. “As pessoas falam para não misturar a vida pessoal com trabalho. Mas como faz isso? Teríamos que ter dois cérebros. Se você não estiver bem em casa, também não será produtivo. Somos emocionais, tudo começa no coração. As pessoas precisam ter paixão para se dedicar àquilo que faz para não cansar. Você precisa ser gente que gosta e cuida de gente. Pare de olhar mais para a planilha do que para as pessoas. Hoje em dia estão se incomodando muito, tudo é um problema, tudo é mimimi. O problema faz parte da vida, você nasceu primeiro, o problema veio depois, então seja mais forte que ele. Antes de reclamar que tem um intenso trânsito pela frente, lembre-se que você tem um carro. Antes de reclamar que está com muito trabalho, lembre-se que você tem um trabalho e milhões de brasileiros não têm. O maior sucesso que o ser humano pode ter é o privilégio de mais um dia”.

O Lidere 2020 já está agendado: 21 e 22 de outubro.

Com assessoria de imprensa