Saiba como usar a nota do Enem para estudar no exterior

Redação Tarobá News
08/01/2020 09:41

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é realizado anualmente. A nota dele pode ser usada para ingressar em faculdades públicas e privadas brasileiras, mas também credencia o aluno a uma vaga em universidades no exterior, como a Universidade do Algarve, em Portugal, e a Universidade de Bristol, no Reino Unido.

O destino mais procurado é Portugal. Isso porque o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), ligado ao Ministério da Educação (MEC), firmou acordos de cooperação em 2014 com institutos e universidades de Portugal. São pelo menos 34 locais que aceitam a nota do exame.

Universidades em países como Inglaterra, Escócia, Irlanda, EUA e Canadá também permitem a utilização do Enem. Mas como usar a nota do Enem para estudar no exterior?

Portugal

No país, as notas possuem pesos diferentes para cada curso. A escala portuguesa é de 0-200 e a pontuação mínima é de 120, o que equivale a 600 na escala brasileira. Universidade de Coimbra, Universidade de Lisboa e Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) são algumas das opções.

Reino Unido

As Universidades de Oxford, Kingston e Bristol aceitam a nota do exame, mas será necessário realizar o vestibular local. A nota final dos exames será somada a outros pontos como fluência em inglês, histórico escolar do candidato no ensino médio e atividades extracurriculares. Dependendo do resultado, a faculdade pode exigir que o aluno faça o foundation year antes da graduação, para aperfeiçoar o inglês e outros tópicos necessários.

Estados Unidos 

Ainda há poucas universidades que aceitam a nota do Enem. A New York University é uma delas, e a nota do exame brasileiro pode ser usada para substituir o SAT, exame educacional aplicado nos EUA no final do ensino médio. Além disso, eles podem exigir fluência em inglês, o histórico acadêmico do estudante e redações.

França

O sistema francês pede que o estudante seja admitido primeiramente em uma faculdade brasileira reconhecida pelo MEC na mesma área de estudo. Não é necessário iniciar o curso, no entanto. Falar francês e ter boas notas no ensino médio também são pontos importantes.

Irlanda

No país, há duas universidades que aceitam o exame, mas que possuem sistemas diferentes. A University College Cork pede que o interessado tenha cursado o 1° ano e passado com o conceito mínimo de 7, mas que pode chegar a 9, dependendo da área escolhida. Já na Trinity College Dublin, a nota do Enem levará o estudante ao foundation year, para nivelar o conhecimento. Em ambos os casos, o inglês é exigido.

Canadá

A nota do Enem, o certificado de conclusão do ensino médio e a proficiência em inglês são os requisitos para ingressar na Universidade de Toronto, a maior do país.

É importante lembrar que cada país e instituição tem suas exigências e testes para que o estudante seja aprovado. Elas também seguem seus próprios calendários, por isso é importante ficar atento aos sites e editais das universidades almejadas.