Encontro da Saúde: os cuidados paliativos que prolongam e melhoram a vida

Unimed Cascavel
14/09/2019 08:12

Os avanços em todas as áreas da saúde vêm mudando a forma de interpretar o significado dos cuidados paliativos. O termo, que costumava ser associados ao período final da vida, hoje em dia é o diferencial desde o diagnóstico de doenças incuráveis. Estudos mostram que quem recebe os cuidados paliativos vive mais e melhor. Essa mudança de paradigma significa que eles são capazes de prolongar e melhorar a qualidade de vida dos pacientes.

“Com uma ótica humanizada, os cuidados paliativos representam a possibilidade de atender as pessoas como pessoas, levando em consideração mais do que a doença, mas também os sintomas e os sofrimentos. Agir assim possibilita ainda um prognóstico melhor, permitindo que os pacientes vivam mais e com mais qualidade, mesmo diante de um diagnóstico de uma doença muito grave”, explica o psicólogo Leandro Hoffmann, especializado em Cuidados Paliativos.

Leandro foi o palestrante convidado do Encontro da Saúde, promovido nas noites de 11 e 12 de setembro, pela Unimed Cascavel. Ele conversou com secretárias, enfermeiras, cuidadoras e vários profissionais interessados em cuidar de pessoas. “Os cuidados paliativos fazem parte de um campo multiprofissional. Para a gente cuidar de um ser humano como um todo, precisamos mais do que um profissional sozinho. É necessário haver uma equipe capaz de compreender todos os aspectos dessa pessoa, o que inclui a Psicologia, a Enfermagem, o Serviço Social e a Medicina”, acrescentou o especialista.

Mãe e filha, Sara da Silveira e Samantha Linzmeier vieram aprender e aplicar o conhecimento em uma familiar acamada, em estado vegetativo. “O cuidado paliativo agrega muito. Mesmo quando a cura não é possível, podemos dar melhores condições de vida para doentes crônicos. Eu vim participar desse curso para aprimorar o meu conhecimento e oferecer algo cada vez melhor para a minha irmã”, disse a cuidadora Sara.

Samantha, que ainda não conhecia a abrangência dos cuidados paliativos, não escondia o interesse: “É muito importante. Espero poder colocar em prática imediatamente para melhorar as condições de vida da minha tia”.

Rede de Cuidados Continuados

Os cuidados paliativos fazem parte da Rede de Cuidados Continuados (RCC) adotada pela Unimed Cascavel. A RCC acolhe o paciente crônico e a família dele já no momento do diagnóstico, oferecendo amparo físico e espiritual para lidar com a doença. 

“A educação que essas palestras trazem oferecem um ganho muito grande. Todos os profissionais envolvidos na área da saúde, incluindo médicos, enfermeiros, cuidadores, secretárias e outros mais, acabam tendo acesso a uma maneira diferente de enxergar o ser humano. Essa maneira diferente vai ao encontro de que o paciente não é só uma doença; ele também tem uma história de vida. É pensando nisso que a Unimed Cascavel busca trazer essa inovação, no sentido de cuidado. Essa visão mais ampla promove um benefício real para quem precisa”, finaliza Nilson Zortea, conselheiro de Atendimento aos Cooperados da Unimed Cascavel.

Cuidar de você. Esse é o plano.