Monitoramento colaborativo espera instalar dez mil câmeras em três anos

Redação Tarobá News
11/10/2019 14:31

A resposta ao projeto de monitoramento colaborativo, lançado para monitorar bairros de Cascavel e entorno, impressiona os parceiros do projeto. A meta é contar com duas mil câmeras em funcionamento em Cascavel nos próximos três anos e alcançar pelo menos dez mil considerando cidades vizinhas. “Estamos animados, porque o retorno à proposta tem sido muito bom”, informa o diretor-administrativo do Grupo Vigivel, Juliano Alex Bezerra, que esteve dias atrás na Acic para confirmar parceria com a entidade.

Há alguns fatores que ajudam a explicar o sucesso do Sharing Cam, segundo Juliano. “As pessoas se sentem mais seguras ao contar com um sistema como esse, que usa câmeras conectadas a uma central, com imagens que são compartilhadas com as forças locais de segurança e que podem ser acessadas pelo computador e inclusive pelo celular”. Outro aspecto que conta muito é o baixo custo, já que o sistema é pago em forma de rateio pelas pessoas ou empresas que se utilizam dele.

O presidente da Associação de Moradores do Lago Azul, Roberto Zarzon, já percebeu mudanças depois da instalação de 15 câmeras em ruas da região. “Algumas práticas comuns há pouco tempo reduziram ou simplesmente foram eliminadas na área alcançada pelo monitoramento com câmeras, entre elas o depósito de lixo ou entulho em lotes baldios, atitude que era bastante comum”. Além da Acic e da Vigivel, a parceria conta ainda com a participação da Associação de Reservistas do Exército Brasileiro.

 

Opções

As câmeras são cedidas sem custos aos empresários, que pagam apenas taxa de R$ 100 para cobrir apenas despesas de instalação. São três opções de mensalidade à escolha dos filiados à Acic: R$ 29,90 com um dia de gravação, R$ 39,90 para sete dias de gravação e R$ 59,90 para gravação por 30 dias (valor por câmera). Caso a empresa já tenha o equipamento, então o valor mensal (por câmera) reduz em R$ 10 por ponto, ficando R$ 19,90 com um dia de gravação, R$ 29,90 para sete dias de gravação e R$ 49,90 para gravação por 30 dias – sem custo de instalação.

A empresa precisa ter acesso à internet e ponto de energia disponível. Juliano ressalta que todas as imagens, de forma ininterrupta, são colhidas e armazenadas em um sistema central que poderá ser acessado a qualquer momento via aplicativo ou computador.

A taxa cobrada dos empresários é necessária para garantir a manutenção do sistema, que é de total responsabilidade da Vigivel e também para cobrir despesas de armazenamento das imagens em servidor em nuvem. Mais informações sobre o monitoramento colaborativo podem ser conseguidas na Acic, na rua Pernambuco, 1800, ou pelo telefone 3321-1400.

Assessoria