Linha 4

Publicidade

Carta ao quase Amor

Sara Presoto

No mundo nós temos milhares de opções. Nunca acreditei naquela história da tampa da panela. Pode até ser que outras também se encaixem. Mas perfeitamente, feitos um para o outro, para mim é ilusão. É uma questão de lapidar. Adaptar-se. Um ao outro. Demanda tempo e disposição.

Outra questão que me intriga é porque, que com tantas opções, a gente não pode escolher alguém para gostar. Alguém que esteja disponível (em todos os sentidos que essa palavra possa alcançar). Alguém que realmente te queira. Que lute por você. Mas não. A gente gosta simplesmente. E o coração não costuma ter um bom crivo para a seleção. Ele apenas bate forte, sua pupila dilata e tudo se encaixa. Pode lutar contra à vontade. De nada adianta. Quando você gosta, você gosta. E ponto.

Comigo foi assim. Foi e está sendo. Gosto tanto e por mais que lute contra, não consigo parar. Gosto do cheiro. Da companhia. Das piadas sem graça. Do beijo. Do abraço. Do simples estar junto. E a cada dia que passa, gosto mais. Mas há situações que não podemos tolerar. Antes de amar ao outro, precisamos amar a nós mesmos. Por isso decido te deixar.

Te deixo livre para voar. Decidir. Escolher. Sem pressões. Nunca te coloquei contra a parede e nunca o farei. Viva, e se um dia decidir voltar é porque éramos para ser. Caso contrário, sou grata pelo pouco que vivemos juntos.

Não é simples tomar essa decisão. Não é fácil escolher ficar sem você. Mas opto por isso agora, para que, se um dia rolar, que comece da maneira certa. Sempre ouvi que o que começa errado, termina errado. Já comprovei isso. Na prática mesmo. Vivendo. E com você, eu não quero nada errado. Eu quero que acertemos. Quero poder te amar sem medo. Sabendo que você tá presente de corpo e pensamento. Ter a certeza de que você vai voltar. Quero somar. Quero crescer junto com você. Acredito na gente. E é exatamente por isso que te digo: vai.

Ass: Sara

PS: To aqui.
PS2: (sinceridade): Não sei até quando.
PS3: (pedido): Tenta não demorar.
PS4: (confissão) Te amo.

Os artigos dos blogs não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor do texto.

COMENTÁRIOS

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade