Etiqueta: Gafe é não usá-la

Kellen Lopes
Comportamento | Publicado em 03/12/2018 às 19:19

Etiqueta é o pleno uso do bom senso. Frescura é outra coisa. Nos mais de 15 anos em que me dedico acerca do tema foram incontáveis as vezes que me deparei com esta designação pejorativa para descrever a etiqueta. Este pré-conceito, no entanto, sempre foi por água abaixo em todas as ocasiões que expliquei e mostrei o enorme iceberg de regras, dicas e ensinamentos valiosos que existem abaixo do nível daquilo que normalmente as pessoas vêem. E para mim, é um prazer enorme desmistificá-la e, mais do que isso, mostrar o quão útil ela pode ser na vida de qualquer indivíduo, independente da idade e da ocasião.

Hoje a etiqueta deixou de ser mera "coisa de dondoca" e ganhou novo significado e um extenso leque de aplicações no dia a dia. Muitas mulheres me procuram para que possam aprender como receber uma visita da melhor forma possível, treinar seus funcionários e ensinar os filhos a se portar na mesa e nas mais distintas ocasiões. Por outro lado, a etiqueta tornou-se uma ferramenta poderosa no meio corporativo. E os executivos descobriram isso. O bom uso dela contribui para a projeção de uma marca, melhora o networking e o relacionamento com o cliente por meio do treinamento de colaboradores.

Quem passa a ter contato com esse universo, apaixona-se e tira uma venda que permite traçar um sem fim de novas possibilidades de crescimento pessoal e profissional. Na era dos coachings, a etiqueta mostrou que muito além de algumas febres e vícios do universo corporativo, ela é um ensinamento que atravessa séculos e molda com sucesso padrões de comportamento e códigos de conduta como os da nobreza britânica, reproduzidos em milhões de núcleos familiares mundo afora, assim como também dentro de diversas multinacionais que espelham diretamente marcas e empresas de todo o mundo em constante crescimento e inseridos num cenário cada vez mais competitivo.

Costumo dizer que a etiqueta pode e deve ser aplicada do abrir de olhos pela manhã até a hora em que vamos dormir. Pois, em casa, ela melhora o relacionamento familiar, assim como no ambiente corporativo melhora o relacionamento profissional. Do nascimento de um filho ao funeral de um avô, do processo de admissão em uma empresa ao desligamento, a etiqueta está lá e compreendê-la para além do mero significado comumente e injustamente dado à ela, pode lhe trazer um novo e enriquecedor olhar do mundo que o cerca e, com certeza, levá-lo a novos rumos.   

Kellen Lopes - Jornalista e Consultora de etiqueta e comportamento



Relacionados

Comportamento | 20-12-2018 18:55

Natal e Ano Novo: Nada de Gafes

Natal e Ano Novo: Nada de Gafes

Comportamento | 13-11-2018 17:39

Alimentos que geram dúvidas na hora de comer...

Alimentos que geram dúvidas na hora de comer...

Comportamento | 01-10-2018 10:39

Quando o chiclete é seu aliado

Quando o chiclete é seu aliado

Comportamento | 07-08-2018 15:50

Como é deselegante...

Como é deselegante...

PUBLICIDADE