Iapar lança nova cultivar de feijão mais rentável

Sirlei Benetti
Cotidiano | Publicado em 28/03/2019 às 18:38

Foto: AEN

O secretário estadual da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, participou nesta quinta-feira (28) em Ponta Grossa do lançamento da cultivar de feijão-preto IPR Urutau, elaborada pelo Instituto Agronômico do Paraná (Iapar).

A principal característica dessa cultivar é o potencial de rendimento, que pode ultrapassar a marca de 4,5 toneladas por hectare, segundo Vania Moda Cirino, especialista em melhoramento genético vegetal do Iapar que trabalhou no desenvolvimento do material. O evento também contou com a presença do presidente do Iapar, Natalino Avance de Souza, parceiros multiplicadores, produtores, técnicos e secretários municipais.

Ao longo dos seus 48 anos, o Iapar já entregou para a sociedade cerca de 200 cultivares de diversos produtos agrícolas, sendo 38 de vários grupos de feijão. 

A nova cultivar tem ciclo semiprecoce e, em média, chega à colheita em 84 dias após a emergência. Os grãos de IPR Urutau têm alto teor de proteína e são de rápido preparo – cozinham em cerca de 19 minutos. Destaca-se ainda pelo bom comportamento frente as principais doenças que atingem lavouras de feijão e pelo porte ereto, característica que proporciona mais eficiência na operação de colheita. Foram 12 anos dedicados para o resultado, entre o início do trabalho em laboratório até a fase entrega das sementes para os parceiros multiplicadores.

A cultivar deve colaborar muito na melhora da produção e redução de custos pra os agricultores, além de abastecer a demanda de consumo do Brasil, que pode reduzir a importação de outros países.

A variedade recebeu esse nome para fazer referência à rapidez de desenvolvimento do feijão, já que Urutau é um pássaro ágil. O diretor de pesquisa do Iapar, Rafael Fuentes Llanillo, explica que a nova cultivar supera as melhores variedades de feijão em cerca de 12%.

Segundo ele, é fruto de um cruzamento feito em 2006 entre quatro variedades, buscando principalmente o ciclo mais curto e resistência a doenças, além da qualidade para o cozimento. 

AEN



Relacionados

Cotidiano | 24-06-2019 14:59

Preço do milho continua em alta mesmo com avanço da colheita no Brasil

Preço do milho continua em alta mesmo com avanço da colheita no Brasil

Cotidiano | 18-06-2019 10:10

À espera do Plano Safra, produtor comprou apenas metade dos insumos

À espera do Plano Safra, produtor comprou apenas metade dos insumos

Cotidiano | 10-06-2019 15:59

Venda antecipada de soja chega a quase 12%

Venda antecipada de soja chega a quase 12%

Cotidiano | 31-05-2019 09:18

Produtores rurais podem transformar reservas legais em RPPN

Produtores rurais podem transformar reservas legais em RPPN

PUBLICIDADE