Linha 4

Publicidade

A 90 minutos da glória no Estado do Paraná

Luciano Neves

O FC Cascavel empatou com o Londrina em 1 a 1 na semana passada. Fotos Felipe Fachini

O FC Cascavel irá encerrar a temporada de 2021 nesta quarta-feira (13). O time fará o 35o jogo, portanto, este é o ano em que o clube mais vezes entrou em campo. Foram três competições oficiais e os números são muito bons. Em 34 jogos, a equipe do técnico Tcheco teve 15 vitórias, 15 empates e sofreu apenas três derrotas. Isso significa que o time tem um aproveitamento de 61,7%. O ano foi repleto de novidades para o clube com a presença pela primeira vez na Copa do Brasil e uma inédita classificação para a final do Campeonato Paranaense. Esse desempenho não terá valor algum se o clube não coroar a temporada com o título inédito do Estadual. A obrigação é melhorar os números para levantar a taça do Campeonato Paranaense da primeira divisão pela primeira vez. O FC Cascavel recebe o Londrina nesta quarta-feira (13), às 15h20, no Estádio Olímpico Regional. No jogo de ida, na quarta-feira da semana passada, os dois times empataram em 1 a 1. Aliás, o resultado deu mais moral justamente para a Serpente Aurinegra, que buscou o gol de empate no último lance do jogo. Ou seja, repetiu o roteiro da classificação para a decisão quando enfrentou o Athletico-PR nas semifinais. O time buscou o empate em Curitiba nos acréscimos e depois concretizou a vaga na final com a vitória em casa.

O empate em Londrina não dá uma ampla vantagem para o jogo de volta. Só a vitória fará o time soltar o grito de campeão depois dos 90 minutos. Um novo empate levará a decisão para os pênaltis e drama é algo que o torcedor cascavelense, que anseia por um título estadual há mais de quatro décadas, não quer.

O time que pode ser campeão estadualO time que pode ser campeão estadual 


Força do Olímpico

A melhor campanha no Campeonato Paranaense rendeu ao FC Cascavel o direito de fazer o jogo mais importante da história dentro de casa. Aliás, o time pode ser campeão estadual invicto. Em 16 jogos no Paranaense, foram oito vitórias e oito empates. E conta com o fator Estádio Olímpico para alcançar a glória. Este ano, o time sofreu um duro golpe ao ser derrotado em casa pelo Cianorte por 3 a 0, no jogo que colocou um fim na campanha da Série D do Brasileiro. O Leão do Vale do Ivaí, que posteriormente foi eliminado da Série D, acabou com uma invencibilidade de dez meses do FC Cascavel no Olímpico. No entanto, se levarmos em conta apenas os jogos do Campeonato Paranaense, a invencibilidade em casa é bem mais longeva: quase dois anos e meio. A última derrota pelo Estadual em casa ocorreu no dia 21 de março de 2019. Na ocasião, a equipe foi derrotada por 1 a 0 pelo Rio Branco de Paranaguá.

Nesse ano, o desempenho no Olímpico é muito bom. Ao todo, foram 17 jogos neste local, com dez vitórias, seis empates e apenas uma derrota, um aproveitamento de 70,5%. Vale lembrar que o primeiro jogo como mandante na temporada foi em Toledo. Na ocasião, o FC Cascavel derrotou o Paraná Clube por 1 a 0, no Estádio 14 de Dezembro. E também atuou como visitante uma vez no Olímpico, quando empatou em 3 a 3 com o Cascavel CR.


João Pedro marcou o gol de empate no primeiro jogoJoão Pedro marcou o gol de empate no primeiro jogo 

Retrospecto

O retrospecto também auxilia o FC Cascavel na decisão contra o Londrina. A Serpente Aurinegra não é derrotada pelo Tubarão há cinco anos. Os dois times fizeram sete jogos na elite estadual de 2015 para cá, com quatro vitórias do FC Cascavel, duas do Londrina e dois empates, justamente os dois jogos pelo Paranaense deste ano.


FICHA TÉCNICA
FC CASCAVEL X LONDRINA

Quarta-feira, 13 de outubro de 2021
Estádio Olímpico Regional, em Cascavel. Horário: 15h20

FC CASCAVEL
Ricardo; Afonso (Lucas) Diego Giaretta e Willian; Henrique, Gama, Robinho, João Pedro e William Simões; Léo Itaperuna e Rogério
Técnico: Tcheco

LONDRINA
Cesar; Matheus Bianqui, Marcondes, Augusto e Felipe Vieira; Bidia, Jean Henrique, Marcelo Freitas e Luiz Henrique; Salatiel e Victor Daniel
Técnico: Márcio Fernandes


Árbitro: Lucas Paulo Torezin
Assistente 1: Victor Hugo Imazu dos Santos
Assistente 2: João Fábio Machado Brischilliari
Quarto árbitro: Robson Babinski

Os artigos dos blogs não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor do texto.

COMENTÁRIOS

Publicidade

Publicidade

Nós usamos cookies teste site para lhe proporcionar a melhor experiência possível lembrando de preferências em visitas anteriores. Clicando em "Aceitar" você aceita o uso de cookies e nossos Termos de Uso.