Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

A Copinha acabou para o LEC. E agora?

16/01/18 às 16:14 - Escrito por Júlio Sodré

Foi de maneira honrosa que o Londrina se despediu da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Uma derrota por 2 a 1 para o Vitória (BA) fez o Tubarãozinho encerrar a participação nas oitavas de final da competição. Dos clubes paranaenses, apenas LEC e Atlético, que também foi eliminado, chegaram até esta fase do torneio. Mas será que o fato de estar entre as 16 melhores equipes do país garante espaço aos principais destaques da equipe sub-19 no elenco profissional?

A primeira dificuldade para a garotada (e também para o técnico Ricardinho) é um elenco com muitos jogadores para cada posição. A primeira quinzena de janeiro terminou com quase uma dezena de reforços anunciados, que chegam para qualificar a base deixada após a quinta colocação na Série B do Brasileiro. Alguns destes novos jogadores foram contratados por empréstimo. A ideia é repetir o que foi feito com o lateral Léo Pelé em 2016, e com o lateral Ayrton e o atacante Artur, na última temporada. Léo e Ayrton retornaram com moral ao Fluminense (RJ) e Artur ao Palmeiras (SP).

Nenhum clube de Série A emprestaria algum jovem atleta se soubesse que este talento promissor não teria muitas chances de atuar em um mercado menos valorizado. O volante Moisés, emprestado pelo Grêmio (RS), o meia Alex, vinculado ao Cruzeiro (MG)*, e o zagueiro Del’Amore, do Corinthians (SP), são exemplos de mais concorrência para os jovens formados no LEC. E pode ter mais disputa por aí. Nesta terça-feira, jornalistas que acompanham o cotidiano do Corinthians, cravaram o empréstimo do meia Rodrigo Figueiredo, de 21 anos, ao Tubarão. 

Em uma análise geral, acredito que quem mais se destacou na Copinha vai ter a missão mais difícil para fazer bonito também no profissional. O principal espaço aberto no grupo principal pode ser ocupado por quem não esteve entre os principais nomes do Tubarãozinho. Abaixo, listo alguns jogadores que merecem uma chance no elenco principal e os desafios deles.


Matheuzinho - lateral direito

O jogador mostrou que sabe apoiar. Foi autor de dois gols na Copa São Paulo. Um deles, foi golaço de falta, um chute forte da intermediária. Como concorrentes, Matheuzinho terá Lucas Ramon, titular da posição, e Raí Ramos. Os dois também foram revelados pelo Tubarão. Para a Série B do Brasileiro, o elenco ainda deve ter o retorno do lateral Reginaldo, emprestado ao São Bento (SP), para a disputa da elite do Campeonato Paulista.


Felipe - lateral esquerdo

Na minha análise, este é quem tem a maior probabilidade de ganhar minutos em campo sob o comando do técnico Ricardinho. Na Copinha mostrou que tem velocidade e um bom cruzamento. Por outro lado, também demonstrou irregularidade. A sorte de Felipe é que o elenco, neste começo de temporada, tem para a posição apenas Igor Miranda, que ainda não emplacou com a camisa 6 do LEC e está lesionado. Desde que chegou, Igor Miranda foi melhor no meio-campo do que como lateral. Durante a pré-temporada, Ricardinho está sendo obrigado a improvisar na posição o zagueiro

Lucas Áfrico, emprestado pelo Santos (SP) até o final do estadual.


Anderson - meia

Autor de 3 gols na Copa São Paulo de Futebol Júnior, Anderson fechou a participação como vice-artilheiro do time. Foram dois em cobranças de pênaltis e um após chute forte da entrada da área. Ter espaço no time do técnico Ricardinho vai depender da quantidade de jogadores da posição usados na equipe titular. Os principais concorrentes de Anderson são o meia Marcinho, também revelado pelo LEC, e o meia Alex, emprestado pelo Cruzeiro (MG).


Miullen - atacante

Esse é aquele que a gente assiste e pensa: “Esse é craque de bola. Vai fazer muitos gols pelo LEC”. Mas será que em 2017? Formado na base do Corinthians desde a categoria infantil, só saiu do Timão em 2017 após discussão com um treinador. Miullen já teve convocação para defender as categorias de base da Seleção Brasileira. Artilheiro do Londrina na Copinha, com 6 gols marcados, o atacante faz parte do setor mais reforçado até o momento. Tem o badalado Keirrison, que fez dois gols no primeiro jogo-treino do ano, Carlos Henrique, autor de 16 gols em 2017 por Londrina e PSTC, Marcelinho, Ítalo, Welisson, que foi artilheiro na base do LEC e precisa mostrar serviço no elenco profisisonal, além de Gustavo Tocantins, Wesley e Caíque, contratados recentemente.


*O meia Alex, do Cruzeiro (MG), foi anunciado mas no final da semana anterior retornou ao clube, pois alegou que não teve assinatura do contrato de empréstimo. Situação ainda não foi esclarecida ou encerrada pela diretoria.


Quer me seguir nas redes sociais?

facebook.com/sodrejulio

instagram.com/sodrejulio

twitter.com/sodrejulio

© Copyright 2022 Grupo Tarobá