Linha 4

Publicidade

FC Cascavel: As emoções ficaram para o fim da partida

Luciano Neves

Confira aqui o gol de pênalti de Paulo Baya:


Contra a Cabofriense, na última rodada da fase de grupos, foi assim. O relógio marcava 53 minutos da etapa final. O FC Cascavel empatava sem gols com o time carioca e estava ficando da segunda fase da Série D do Campeonato Brasileiro. Mas Paulo Baya caprichou na cobrança de falta, marcou o gol da vitória por 1 a 0 e colocou a Serpente Aurinegra na segunda fase.

Esse resultado dramático se repetiu neste sábado (05), no Estádio Olímpico Regional, já pela fase de mata-mata da Série D.

O gol da vitória por 1 a 0 sobre o Novorizontino ocorreu aos 53 minutos do segundo tempo, também de bola parada. Desta vez, em cobrança de pênalti, de novo com o garoto Paulo Baya, que se distanciou na artilharia da equipe na competição com sete gols. Esta foi a primeira vitória do FC Cascavel sobre um time do Estado de São Paulo. E foi uma vitória que deu uma pequena vantagem no duelo de aurinegros. No próximo sábado (12), a equipe de Marcelo Caranhato nem precisa de gols nos acréscimos. Mas não pode sofrer gols. Um empate garante a classificação para as oitavas de final. O Novorizontino precisa da vitória por dois gols de diferença para se classificar. Se vencer por um gol leva a decisão para os pênaltis.

O jogo

O primeiro tempo foi de muita cautela dos dois lados. As equipes, que fizeram boas campanhas na competição, se estudaram muito nos minutos iniciais e arriscaram pouco. Algumas chances até foram criadas, mas sem efetividade.

Já a etapa final começou bastante movimentada. O técnico da equipe cascavelense, Marcelo Caranhato, fez substituições importantes que deram novo ritmo ao jogo: Raul, Anderson Cavalo e Franco deram lugar à Libano – que completou hoje 50 jogos com a camisa aurinegra –, Robinho e Léo Itaperuna, que aos 17 minutos protagonizou a jogada que mudou toda a partida.

Depois de receber em profundidade, Itaperuna tentou driblar o goleiro Vinicius, mas foi derrubado com um carrinho faltoso na entrada da área. O árbitro imediatamente sacou o cartão vermelho e expulsou o arqueiro novorizontino. A jogada gerou protestos, discussões à beira do gramado, 10 minutos de paralisação e até a expulsão do técnico Roberto Fonseca.

Com um homem a mais em campo, o FC Cascavel pressionou a equipe paulista em busca de espaços para o arremate, mas a defesa seguia fechada. Até que, já nos acréscimos, aos 51 minutos, Henrique, que havia acabado de entrar, tentou cruzamento pela direita, dentro da área, e a bola bateu na mão do zagueiro adversário. Pênalti marcado!

O jovem artilheiro aurinegro Paulo Baya foi para a cobrança e marcou seu 7º gol na competição nacional, decretando também a primeira vitória da equipe cascavelense contra times paulistas neste Campeonato Brasileiro Série D.

Os artigos dos blogs não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor do texto.

COMENTÁRIOS

Publicidade

Publicidade