O "trem" da vida só passa uma vez...

Júlio Sodré
Esportes | Publicado em 01/02/2019 às 15:26

Foto: Matheus Bianqui é o artilheiro do time em 2019, ao lado de Germano - Gustavo Oliveira/Londrina EC

Me casei, voltei de lua de mel e ainda não havia rabiscado as primeira palavras de 2019 no blog. Para não falar que janeiro passou em branco, aproveito a calorenta noite deste 31 de janeiro para digitar o que venho pensando desde que 2019 começou de verdade para o Londrina Esporte Clube.


Quando a diretoria anunciou que iria disputar o Campeonato Paranaense com poucos jogadores experientes ao lado de vários jovens atletas revelados nas categorias de base do Tubarão, o torcedor ficou desconfiado. E tinha razão para isso. Jogadores que não conseguiram ‘decolar’ a carreira, como o zagueiro Marcondes, o lateral Raí Ramos, o meia Marcinho e o atacante Weverton tiveram certeza que novas chances apareceriam.


Quem também teria oportunidades era a molecada recém promovida da categoria sub-20. São atletas que disputaram a Copa São Paulo de Futebol Júnior em 2018 e 2019, mas não tiveram muita visibilidades no elenco profissional. É difícil para um jovem atletas aproveitar os poucos minutos que aparecem, mas os que conseguem ganham mais do que 15 minutos de fama.


O meia Matheus Bianqui é o principal exemplo. Contra o Cianorte, entrou em campo no segundo tempo, no lugar de Marcinho, e deu nova vida ao Londrina. Na rodada seguinte, entrou em campo novamente na etapa final. E logo no segundo jogo dele como profissional, desta vez contra o Cascavel Clube Recreativo, veio o primeiro gol. A primeira derrota veio conta o outro time de Cascavel, o FCC, na terceira rodada. Mas o jovem meia tem estrela. Na última quarta-feira, fez o gol da vitória, no finalzinho do jogo contra o Rio Branco. Ele ajudou o time a garantir os três pontos e recolocou o Tubarão na liderança do Grupo A.


Que fase! O quase gol do também jovem Miullen se transformou no segundo de Matheus Bianqui com a camisa do LEC em quatro partidas partidas. Média de um a cada dois confrontos. Chegou ao ponto de dividir a artilharia do time com o experiente volante Germano, o homem das cobranças de pênaltis.


Não é possível prever como serão as próximas atuações, mas é bem provável que Matheus Bianqui já está aprovado no laboratório alviceleste para compor o elenco que irá disputar a Série B do Brasileiro daqui a alguns meses. O jovem atacante Anderson Oliveira ainda não fez gol, mas já carimbou a trave, tem corrido bastante, se tornou titular e até sofreu o pênalti que gerou o primeiro gol do LEC contra o Rio Branco.


Matheus Bianqui e Anderson Oliveira parecem ter carimbado uma vaga no elenco da Série B. Ou será que, assim como o lateral Matheuzinho (negociado com o Flamengo), vão deixar o Londrina nos próximos dias? Questionamentos cabíveis! Futebol acima da média ele estão mostrando para chamar a atenção.



Quer me seguir nas redes sociais?

facebook.com/sodrejulio

instagram.com/sodrejulio

twitter.com/sodrejulio



Relacionados

Esportes | 30-11-2018 19:40

LEC pode perder mais dois atacantes

LEC pode perder mais dois atacantes

Esportes | 27-11-2018 15:29

Basquete de Londrina está na Liga Ouro 2019

Basquete de Londrina está na Liga Ouro 2019

Esportes | 19-11-2018 19:37

Quem vai sobrar para ele?

Quem vai sobrar para ele?

Esportes | 11-11-2018 16:28

Ainda há esperança

Ainda há esperança

PUBLICIDADE