Atleta cascavelense que faz parte da Seleção Brasileira de Canoagem está em quarentena

Luciano Neves
Esportes | Publicado em 20/03/2020 às 12:16

Foto Luciano Neves

Praticamente todos os grandes esportivos do planeta sofreram as consequências da pandemia de coronavírus. Os que já estavam em andamento foram suspensos e alguns que estavam agendados para o meio do ano foram remanejados para o ano que vem. No entanto, os Jogos Olímpicos de Tóquio, por enquanto, estão mantidos. Se não houver nenhuma alteração, as Olimpíadas iniciam no dia 24 de julho e 09 de agosto.

A indefinição é ruim para os atletas que tinham o desejo de participar dos Jogos, como o canoísta cascavelense Vagner Júnior Souta. Ele, inclusive, acompanhou de perto os efeitos do coronavírus. Vagner estava fazendo um período de treinamentos na Espanha, quarto país do mundo em números de casos confirmados. Ele estava na cidade de Tui, na Galícia Espanhola. Por questões de segurança, Vagner retornou ao Brasil e chegou em Cascavel na última terça-feira. O atleta da canoagem está em quarentena e só poderá sair de casa na semana que vem. “Optei por voltar por medidas de segurança e para ficar um pouco com a família. Querendo ou não, a Espanha já fechou todas as portas para tentar conter o vírus”, disse ele. 

O detalhe é que Vagner encontrou outras situações adversas por aqui. Depois que concluir o período de quarentena, ele pretende retomar os treinamentos. O detalhe é que o Lago Municipal, local de treinamentos da canoagem, também está fechado como medida preventiva contra o coronavírus. Nesse caso, o atleta terá que encontrar alternativas diferenciadas para treinar. “Quero manter o foco nas competições que tenho pela frente. Está mais complicado, mas quero manter a cabeça no lugar, treinar forte e não deixar o ânimo cair. O Lago Municipal está fechando, então vou achar um jeito de treinar em casa. Por enquanto eu estou no isolamento, volto na semana que vem, e vou tentar fazer bicicleta, corrida, treinar fazer o caiaque ergômetro, que é meio parecido com o caiaque normal, mas é fora da água, mas é um jeito de treinar em casa ”, disse ele. 

Vagner reconhece que o caminho até as Olimpíadas ficou um pouco mais difícil, já que o evento Pré-Olímpico que garantiria as vagas para Tóquio também foi cancelado. Nesse caso, Vagner depende da decisão da Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa). Só que o canoísta que esteve nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016, tem o desejo de disputar mais uma edição dos Jogos. E se as Olimpíadas de Tóquio forem mantidas, ele quer estar lá. “Participar de uma Olimpíada é o sonho de todos os atletas e eu vinha me preparando para buscar a minha vaga para Tóquio. Se as Olimpíadas não forem canceladas eu gostaria muito de estar lá representando o Brasil”, finalizou o atleta. 



Relacionados

Esportes | 14-03-2020 11:41

Toledo só depende de si para evitar o rebaixamento para a segunda divisão

Toledo só depende de si para evitar o rebaixamento para a segunda divisão

Esportes | 14-03-2020 11:30

A esperança da Serpente Tricolor tem três cores

A esperança da Serpente Tricolor tem três cores

Esportes | 14-03-2020 11:24

Serpente Aurinegra vai dar o bote em quem?

Serpente Aurinegra vai dar o bote em quem?

Esportes | 14-03-2020 11:05

A volta ao ‘ninho, o doce ninho’

A volta ao ‘ninho, o doce ninho’

PUBLICIDADE