'Mais veneno' no ataque da Serpente Aurinegra?

Luciano Neves
Esportes | Publicado em 07/03/2020 às 10:09

O atacante Marcelo Fernandes pode ser a novidade no FC Cascavel. Foto Felipe Fachini

Algumas dúvidas começaram a surgir no FC Cascavel. Houve uma queda de rendimento? Afinal de contas o time que teve uma sequência de cinco vitórias consecutivas no Campeonato Paranaense vem de três jogos sem vencer. Essa sequência tirou o FC Cascavel da liderança e fez o time estacionar no terceiro lugar com 17 pontos. Foram apenas dois pontos somados nos últimos nove disputados. A posição na tabela mostra que não há crise, já que o time aparece atrás apenas de Athletico-PR e Coritiba.

Mas estaria o FC Cascavel órfão de seu artilheiro Paulo Sérgio? Os números mostram que sim. O atacante que se despediu do clube após o jogo contra o Furacão na quinta rodada ainda é o artilheiro do time no Estadual com quatro gols, sendo que três deles foram de pênalti.  O último gol do FC Cascavel marcado por um atacante de ofício foi de Magno, na vitória por 1 a 0 sobre o Atletico-PR. De lá para cá, o time de Marcelo Caranhato marcou apenas três gols. Um do lateral Quaresma e dois do zagueiro Marcel. Coincidentemente, o time não conseguiu mais vencer no Paranaense sem gols dos atacantes.

A esperança do time é que o jejum de gols – e de vitórias – acabe neste domingo (08) no confronto contra o Londrina, às 18 horas, no Olímpico, pela penúltima rodada do Campeonato Paranaense.

Para o duelo contra o Furacão, Caranhato terá mais peças que podem resolver o ‘problema’ ofensivo da equipe. Tocantins, que ficou fora de três jogos em virtude de uma lesão, está recuperado e pode voltar. Além dele, o treinador pode promover a estreia do ‘xará’ Marcelo Fernandes. O atacante foi contratado justamente para suprir a saída de Paulo Sérgio. O atleta já esteve no banco de reservas no jogo do último domingo contra o Cianorte, em que o FC Cascavel foi derrotado por 3 a 1. É bem provável que o centroavante inicie no banco de reservas novamente, mas possa entrar no decorrer da partida.

Marcelo Fernandes é natural de Cascavel, mas não teve a oportunidade de atuar por aqui. E apresentou as credenciais para a torcida. “Sou um centroavante nato, aquele camisa 9 de origem, que atua dentro da área. E podem ter certeza que vou me dedicar muito disputando bola com os zagueiros. Gosto de fazer o pivô para quem vem de frente. Tenho bom jogo aéreo. Sou um jogador que corre muito e gosto de se doar pela equipe. Essas são as minhas características”, disse o atleta.

Marcelo Caranhato conversa com os membros da comissão técnica. Foto Luciano NevesMarcelo Caranhato conversa com os membros da comissão técnica. Foto Luciano Neves 

De fato, o treinador necessita de bola na rede se quiser se manter entre os três primeiros colocados ao fim dessa primeira fase. “Nosso foco é o Paranaense e temos algumas metas para atingir dentro da competição. O Estadual está se afunilando então temos que agregar forças para terminar bem esse campeonato. E queremos confirmar o que a gente vem fazendo desde o início”, enfatizou Caranhato.

O FC Cascavel irá enfrentar um time que ainda tem objetivos dentro da primeira fase. O Londrina precisa pontuar no Olímpico para se garantir nas quartas de final. O time do norte do Estado ocupa o quinto lugar com 15 pontos. Em caso de vitória, o Tubarão passa a Serpente Aurinegra na tabela e entra no grupo dos quatro primeiros. Com isso, passa a depender só de si na última rodada para ter a vantagem de fazer o jogo de volta das quartas de final em casa. Vantagem esta que interessa, e muito, ao FC Cascavel. Se fizer as pazes com a vitória vai para a última rodada com condições de lutar pela segunda posição. O primeiro lugar nesta fase ficou bem mais difícil porque Coritiba e Athletico, que ocupam as duas primeiras posições, se enfrentam na última rodada.

TIME

P

J

V

E

D

GP

GC

S

1 Athletico-PR

22

10

6

1

2

22

9

13

2 Coritiba

18

9

5

3

1

19

10

9

3 FC Cascavel

17

9

5

2

2

14

9

5

4 Operário

16

9

5

1

3

10

9

1

5 Londrina

15

9

4

3

2

13

12

1

6 Rio Branco

14

10

3

5

2

11

9

2

7 Cianorte

12

9

3

3

3

9

8

1

8 Cascavel CR

10

9

3

1

5

8

15

-7

9 Paraná

10

9

2

4

3

7

7

0

10 Toledo

6

9

1

3

5

6

12

-6

11 PSTC

5

9

1

2

6

6

13

-7

12 União

5

9

1

2

6

6

18

-12


Retrospecto

O retrospecto diante do Tubarão no Estadual é favorável. De 2015 para cá, os dois times se enfrentaram em cinco ocasiões com três vitórias da Serpente Auriengra e duas do Londrina. No ano passado, o FC Cascavel derrotou o Londrina no Estádio do Café por 3 a 1. Detalhe: com gols de atacantes. Foram dois de Ricardo Lobo e um de Tocantins.

2015 – Londrina 2 x 0 FC Cascavel

2016 – Londrina 1 x 0 FC Cascavel

2017 – FC Cascavel 2 x 0 Londrina

2018 – FC Cascavel 2 x 1 Londrina

2019 – Londrina 1 x 3 FC Cascavel

Dia Internacional da Mulher

Além da partida, um dos destaques é a ação “Elas no Estádio”, que dá às mulheres o direito de assistir ao jogo de graça, nas arquibancadas descobertas. A promoção feita pela diretoria do FC Cascavel visa levar o público feminino até o palco do jogo, em comemoração ao Dia Internacional da Mulher. Para participar, as torcedoras da Serpente Aurinegra precisam estar vestidas com a camisa do time e entregar na bilheteria do Estádio Olímpico 1kg de alimento não perecível.

Foto: Sandra ZamaFoto: Sandra Zama 



Relacionados

Esportes | 17-06-2020 17:40

O gol que Pelé não fez contra o Uruguai

O gol que Pelé não fez contra o Uruguai

Esportes | 16-06-2020 19:54

Especial 50 anos do tri: o ‘Furacão’ do Mundial de 70

Especial 50 anos do tri: o ‘Furacão’ do Mundial de 70

Esportes | 16-06-2020 19:45

O ‘quarteto fantástico’ da canoagem de Cascavel

O ‘quarteto fantástico’ da canoagem de Cascavel

Esportes | 14-06-2020 10:10

Especial 50 anos do tri: o encontro entre Zagallo e Didi

Especial 50 anos do tri: o encontro entre Zagallo e Didi

PUBLICIDADE