TUBARÃO VAI SUBIR? DEPENDE DA DAGOBERTODEPENDÊNCIA...

Seo Tuba
Esportes | Publicado em 15/10/2018 às 15:58

E lá vamos nós para nova etapa de sofrimento irmãos alvicelestes: Tubarão está a seis pontos do G4, faltando sete rodadas, enfrentará três adversários diretos ainda (Vila Nova, Avaí e Guarani) e tem chances matemáticas de classificação para a série A, podendo chegar em terceiro ou quarto colocado.

Até aí tudo bem, quem conhece o clube sabe que o Tuba sempre foi pelo caminho mais difícil e sofrido, mas dessa vez tem um porém diferente... Temos duas equipes em campo nesse campeonato: uma com a presença de Dagoberto, com aproveitamento acima de 60%, outra sem ele com aproveitamento bem abaixo (eu sei quanto é mas coisa ruim a gente não coloca).

É até um pouco vergonhoso constatar a Dagobertodependência do time. Fica parecendo que os demais jogadores “encolhem” sem a presença do craque do time em campo.

Alguns boleiros, com quem tive a oportunidade de conversar essa semana, enxergam essa situação de forma semelhante: quando Dagol está em campo é ele o responsável pelo resultado e, quando não está, os demais sentem a responsabilidade e não rendem, podendo ser interpretado como o que chamamos nas peladas de “amarelar”.

Há tempos já é possível observar que, sem o Dago em campo, nenhum outro jogador chama para si a responsabilidade de liderar e “chamar o jogo”.

As próximas três rodadas (Sampaio Correa, Vila Nova e Avaí) selarão o destino final do ano e, se o time realmente tem um elenco (e não um único jogador decisivo) capaz de assumir responsabilidades, terá que quebrar a Dagodependência e vencer o Sampaio em São Luiz (Dago não joga pq levou o terceiro amarelo).

Concluo que, se vencer o Sampaio sem o Dagoberto e manter o domínio no Café (seis jogos invicto), superando o Vila, a decisão será contra o Avaí lá na Ressacada  e, se o Dago jogar, podemos ter esperança de vencer e subir, caso contrário, já sabemos que não caímos pra série C e a missão do ano foi cumprida.




Relacionados

Últimas Notícias

PUBLICIDADE