Linha 4

fernando-brevilheri

Publicidade

FACIAP pede auxílio emergencial para empresas

Fernando Brevilheri

foto: agência ebc

A FACIAP - Federação das Associações Comerciais do Paraná enviou ao Ministério da Economia uma carta pedindo um auxilio emergencial para as empresas atingidas pela crise provocada pela Pandemia do novo Coronavírus. 

O documento é destinado ao Ministro da Economia Paulo Guedes. A FACIAP informa que no Paraná 5,13 mil pontos do varejo foram fechados no ano de 2020, segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).  

A federação também apresenta dados do IBGE em que 33,5% das empresas no Brasil reportam efeito negativo da pandemia, 32,9% indicam diminuição sobre as vendas e ou serviços, 46,8% indicaram dificuldades para acessar fornecedores de insumos, matérias primas ou mercadorias e 40,3% indicam dificuldades em realizar pagamentos de rotina. Diz ainda que estes mesmos empresários “seguram” os empregos dos paranaenses.  

Em entrevista ao Jornal Tarobá FM neste sábado, o presidente da entidade Fernando Moraes ressaltou que no Estado o número de desempregos não sofreu aumento durante toda a pandemia, tendo resultado acumulado positivo de 52.670. “Isso deixa evidente que o fardo está todo no empresário e, portanto, é este que necessita de Auxílio Emergencial dos Governos” destacou.  

Moraes exaltou a concessão do auxílio emergencial para as famílias de baixa renda, mas diz que melhor que dar o peixe sempre foi ensinar a pescar! “Há diversas empresas que necessitam de recursos ou subsídios estatais para manter suas atividades, gerar emprego e promover a constitucional dignidade” afirmou.  

Até agora o Ministério ainda não respondeu a carta da federação. 

 

Os artigos dos blogs não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor do texto.

COMENTÁRIOS

Publicidade

Publicidade