CMTU diz que ainda não avaliou pedido da TCGL

Fernando Brevilheri
Política | Publicado em 26/05/2020 às 09:27

Foto: Arquivo

A CMTU, Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização, não examinou o pedido da TCGL, Transportes Coletivos Grande Londrina, sobre reposição de perdas provocadas pela pandemia do novo coronavírus.

Por meio da assessoria de imprensa, a companhia informou que “não analisou o pedido da empresa, entretanto, neste como qualquer outro contrato mantido pelo poder público, todo desequilíbrio econômico tem como requisito essencial a comprovação da ocorrência pelo prestador de serviço”.

Conforme o blog informou nesta segunda-feira, a TCGL apresentou um pedido de reposição que soma R$11,6 milhões (leia detalhes na matéria de 25/05). Os valores levam em consideração períodos específicos a título de contemplação momentânea emergencial, implementação momentânea emergencial e provisionamentos de complementação excepcional e momentânea.

A operadora considera a pandemia motivo de força maior e mostra em dados queda significativa no número de passageiros no sistema o que impactou diretamente no caixa.

O Blog pediu manifestação do prefeito Marcelo Belinati a quem o documento é endereçado, mas o núcleo de comunicação informou que somente a CMTU iria se manifestar.

LEIA MAIS



Relacionados

Política | 06-07-2020 11:38

Decreto de Ratinho Jr provoca onda de protestos de comerciantes

Decreto de Ratinho Jr provoca onda de protestos de comerciantes

Política | 04-07-2020 20:00

Covid-19: Juiz se declara “incompetente” para julgar mandado de entidades de Londrina

Covid-19: Juiz se declara “incompetente” para julgar mandado de entidades de Londrina

Política | 04-07-2020 11:09

Alvorada do Sul prevê aumento no fluxo e impõe barreira sanitária

Alvorada do Sul prevê aumento no fluxo e impõe barreira sanitária

Política | 03-07-2020 14:49

Decreto de Ratinho Jr fecha até cidades sem coronavírus

Decreto de Ratinho Jr fecha até cidades sem coronavírus

PUBLICIDADE