Cacique de Guaíra é investigado por supostamente usar identidade falsa

Paulo Martins
Política | Publicado em 15/05/2019 às 13:06

Nós mostramos parte de um dossiê que aponta um esquema em que funcionários da Funai podem ter expedido documentações irregulares para índios que são suspeitos de serem paraguaios. Na denúncia o prefeito de Guaíra mostra um vídeo, nele aparecem índios que segundo o dossiê seriam paraguaios que teriam vindo para o Brasil para participar de invasões de terras, um deles seria o cacique Arnaldo Dias que teria sido declarado índio pela Funai com data de nascimento em 25 de janeiro de 1970.

No vídeo o cacique aparece inúmeras vezes promovendo manifestações  em Guaíra e Terra Roxa para exigir demarcações de terras indígenas, em uma abordagem da polícia de fronteira de Guaira em 14 de março deste ano teria sido constatado que ele seria paraguaio. Que teria problemas com a justiça do país vizinho e que a data de nascimento dele seria sim 25 de janeiro, só que de 1979. O documento emitido pela Funai teria deixado ele 9 anos mais velho no Brasil. O nome ainda segundo a denúncia também não seria Arnaldo Dias mas sim Rolando Dias Yegros, filho de Damiam Dias e Suzana Yegros.


Comentário do Paulo Martins

Esta reportagem vem confirmar as denuncias aqui, da própria Tarobá, feitas no espaço de Ponto de Vista, nas quais incluímos até flagrantes fotográficos de placas e motos praticando o criminoso transporte de falsos índios para essa área, em atos que visam tentar provar a falsa presença de indígenas naquela região de Guaíra, com o propósito de reivindicar o que sempre fizeram criminosamente no Brasil, ou seja, mais terras que a eles não pertencem e, como viram, com o aval da Funai.  

São 13% das terras brasileiras que estão em poder de índios, de falsos índios, de caciques mal intencionados e de também mal intencionado inquilinos de setores políticos que até arrendam essas terras para ONGs estrangeiras garimparem e roubarem nossos minérios...e sabe qual é a ocupação da agricultura nesse mesmo país agredido, aviltado, castigado e violentado por essa gente??? por volta de nove por cento, apenas. 

Índios falsos e não falsos...13%....agricultura, que é o que nos dá de comer e recursos pela exportação: 9%.  A não colocação de um basta nessa situação criminosa até agora, entretanto, não causa nenhuma surpresa, pois qual setor desse nosso país não foi assaltado, arrombado, amassado, prejudicado “por isso” que passou por aqui e que descaradamente ainda apelidaram de “governo” ??? qual setor ficou incólume??? tanto que até hoje...assim como por muito tempo...bastará se levantar uma pontinha do tapete da corrupção que deixaram como herança para que surjam misérias morais de toda espécie e seus resultados que mais representam o que se conhece por “arte de esgoto”. 

Bem...não é por acaso que um dos cabeças dessas indecências – assim como alguns de seus companheiros – passou a ter a cadeia como domicílio, nos ensejando repetir a expressão, em tom de ironia: “vai, povo...vota !!! 

Leia mais: Falsos índios: Polícia Federal investiga suposta fraude na Funai



Relacionados

Política | 10-06-2019 12:43

Cidade de atrações e culturas é orgulho mundial

Cidade de atrações e culturas é orgulho mundial

Política | 06-06-2019 12:49

Será que por “amor e zelo às crianças” ou para garantir faturamento ?

Será que por “amor e zelo às crianças” ou para garantir faturamento ?

Política | 05-06-2019 12:40

Sem vagas para estacionar, Vans e ambulâncias param no meio da rua

Sem vagas para estacionar, Vans e ambulâncias param no meio da rua

Política | 04-06-2019 13:00

R$ 4,7 milhões: prefeito assina ordem para duplicar avenida de aeroporto

R$ 4,7 milhões: prefeito assina ordem para duplicar avenida de aeroporto

PUBLICIDADE