Cidade de atrações e culturas é orgulho mundial

Paulo Martins
Política | Publicado em 10/06/2019 às 12:43

Sabe qual a origem da expressão “puxa saco”?? vem de época antiga e da parte de militares. Toda vez que um oficial era escalado para viajar ou quando mudava de domicilio, seus objetos pessoais, roupas etc. que ficavam no quartel eram colocados num saco e seu ajudante de ordem era o encarregado de “puxar aquele saco” até a viatura da viagem. Era o "puxa saco”. 

Depois, com o tempo, a expressão foi sendo aplicada em outras circunstancias, como a que levava alguém a sempre elogiar, ou defender, ou promover outro alguém e, convenhamos, quando essas manifestações são sustentadas “por merecimento”, não causam nenhum desabono, ao contrário, merecem até ser imitadas. Eu destaco esse detalhe pelo fato de me considerar uma espécie de “puxa saco” de Foz do Iguaçu – aliás, a própria Tarobá o é – e esse sentimento não é gratuito...a própria cidade em si – a que eu também chamo de pérola da fronteira – seu povo acolhedor, estimulam esse estado de espirito. 

E lhes digo que esse apego vem desde os tempos “sem Itaipú” quando sua brava gente lutava, brigava, esgrimava em busca de seu futuro, de seu progresso, com as toneladas de dificuldades que tentavam esbarrar a luta extenuante e de pouca arrecadação. E olha que ainda hoje Foz do Iguaçu, o primeiro polo de turismo do sul do país, terceiro do Brasil, ainda se vê obrigado a sempre se manter lutando, pois levou muito mais de dez anos insistindo para provar que sua população, o próprio turismo, além da demografia que faz aquele pedaço do Brasil se virar para coordenar diariamente uma circulação e vida de quase um milhão de pessoas, que é o que a cidade, seu movimento turístico,  e seu “enorme entorno” abrigam, levou anos, portanto, para que o governo central se convencesse que a segunda ponte não seria “instrumento de facilidade de contrabando” como tentavam pregar e, sim, uma das mais imperiosas necessidades, tanto para ordenação e disciplina do próprio status urbano como do resto da geografia que a cerca. 

Mas esse, está provado, é o espírito de Foz do Iguaçú, a tutora da sétima maravilha do mundo moderno, as invejáveis cataratas embriagadoras, a cidade que não se entregou até a chegada da redentora Itaipú...a que continuou lutando pela segunda ponte que agora está vindo e a que certamente estará na luta para que o parque Iguaçú deixe seu isolamento e conquiste planos para que sua natureza receba e conviva com pessoas e não as proíbam de desfrutar desta mesma natureza. 

E a propósito: Foz do Iguaçú recebeu autorização para ser criada num mês de março e se instalou num dez de junho e, o principal, comemora seu aniversário na data em que foi instalada e deu posse a seu primeiro prefeito, um exemplo para o distorcido mundo politico de cascavel que insiste em tapear sua população, trocando suas datas corretas. 

Parabéns, portanto, Foz do Iguaçú, por mais esse aniversário e, se continuarem a me chamar de puxa saco, respondo que sou mesmo e com muita honra.



Relacionados

Política | 12-09-2019 12:45

Conjunto Riviera completa dois anos em Setembro

Conjunto Riviera completa dois anos em Setembro

Política | 11-09-2019 12:57

Moradores cobram melhorarias em ruas do 14 de Novembro

Moradores cobram melhorarias em ruas do 14 de Novembro

Política | 10-09-2019 12:57

10 de setembro: Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio

10 de setembro: Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio

Política | 09-09-2019 13:25

Como se precaver de golpes aplicados pelo celular?

Como se precaver de golpes aplicados pelo celular?

PUBLICIDADE