'STF: acabou de se decompor, de se esfarelar moralmente, de se revela'

Paulo Martins
Política | Publicado em 15/03/2019 às 13:10

Comentário Paulo Martins:

Ao longo de minha vida profissional, trinta e cinco anos foram dedicados a função de narrador de futebol por radio e televisão, principalmente por rádio. Confesso aos senhores que naquela atividade sempre tive o cuidado de não usar a palavra “juiz” ao identificar o apitador de cada jogo. Sempre tive o cuidado de falar: “árbitro”...não juiz. É que a função do apitador em campo – embora de responsabilidade – distanciava-se da nobreza protocolar de um juiz – o de direito. o de campo era e é “apenas juiz de fato”. 

Não narro mais jogos, deixei essa atividade há muitos anos, mas supondo que ainda estivesse nessa função e amanhã fosse escalado para cobrir qualquer jogo, confesso aos senhores que quebraria meu próprio compromisso para com as circunstâncias e passaria a identificar o árbitro também como juiz. E faria isso motivado pela indignação produzida e atirada à cara da sociedade brasileira – não pelos magistrados das várias instancias e respectivos seguimentos que compõem a justiça e outros tribunais, mas devido ao último degrau dessa mesma justiça, aquele que ontem acabou de se decompor, de se esfarelar moralmente, de se revelar áspero em suas decisões sombrias, cortantes, grotescas e desastradas, aquela brutalidade prosaica que se conhece por STF – Supremo Tribunal Federal que, por maioria e ousadia desferiu facada na sociedade brasileira, praticamente mortal, contra a lava jato. os de campo, depois de ontem, talvez mereçam mais a pompa “juiz” do que aquele grupo dos onze. 

O emérito jurista modesto carvalhal está nas redes sociais, desde ontem, afirmando de forma marcante, que o STF mostrou claramente que está a serviço da corrupção que domina este país. Assim, nós, por aqui, machucados, brutalizados, indignados e revoltados pela decisão de ontem, encerramos não resistindo lembrar os amplamente conhecidos por quase todos os brasileiros e por vezes repetidos, ensinamentos que Ruy Barbosa nos deixou, sendo um deles o que diz: “a pior ditadura é a do poder judiciários. contra ela não há a quem recorrer”, e, o mais famoso e marcante e que ajusta-se até como saco de defeitos ao STF, é aquele que vocês conhecem, o que diz: “de tanto ver crescer as nulidades – de tanto ver triunfar as injustiças -  de tanto ver agigantar-se o poder nas mãos dos maus –– o homem chega a rir-se da honra, a desanimar-se da virtude e a ter vergonha de ser honesto.” e se em suas molecagens e sentenças daqui para frente, os do STF passarem a culpar Newton pelas quedas dos aviões, por ter ele descoberto a lei da gravidade, não se preocupem -  “cúmplices da insensatez” - não vamos nos admirar,  pois de há muito sabemos com quem estamos lidando.



Relacionados

Política | 20-05-2019 13:00

Reembolso de despesas de deputados é discutido na Alep

Reembolso de despesas de deputados é discutido na Alep

Política | 17-05-2019 13:23

"Não teremos nas representações a vontade da maioria "

"Não teremos nas representações a vontade da maioria "

Política | 16-05-2019 12:49

'Politico mastiga eleitor...depois da eleição'

'Politico mastiga eleitor...depois da eleição'

Política | 15-05-2019 13:06

Cacique de Guaíra é investigado por supostamente usar identidade falsa

Cacique de Guaíra é investigado por supostamente usar identidade falsa

PUBLICIDADE