Linha 4

fernando-brevilheri

Publicidade

Revendedores de combustíveis reagem a declaração da Petrobrás sobre preços

Fernando Brevilheri

O PARANAPETRO – entidade que representa 2.700 revendedores de combustíveis no Paraná publicou nota de repúdio à declaração do presidente da Petrobrás Roberto Castello Branco ao jornal Valor de que “os postos são rápidos em repassar aumento de preços aos consumidores e são lentos para repassar as quedas de preços”. 

Segundo o PANARAPETRO, a declaração expressa uma grave e surpreendente falta de conhecimento do mercado, pois ignora completamente que a cadeia de combustíveis não é formada apenas por refinarias e postos. Os postos – segue a nota - não podem comprar direto das refinarias são obrigados a comprar das distribuidoras. São as distribuidoras que têm repassado as altas com grande agilidade ao mesmo tempo que demoram ou não repassam integralmente as baixas. 

A declaração do presidente da Petrobrás não agradou os donos de postos, no entanto, expressa a percepção do consumidor. Afinal, os reajustes de preços são definidos por meio da política da Estatal que detém o monopólio do refino no Brasil.  

É importante que a entidade faça esse tipo de manifesto porque os revendedores que atendem o consumidor e sentem as dores e reclames do usuário. Além disso, é o varejo que arca com a violenta carga tributária que incide sobre os combustíveis impactando em cerca de 50% do valor final do produto.  

Desde 2017, a Petrobrás adota política de repasse ao preço da gasolina e diesel nas refinarias a variação da cotação internacional do petróleo e do dólar. 

 

 

Os artigos dos blogs não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor do texto.

COMENTÁRIOS

Publicidade

Publicidade