Arte

Arte

Festival de Dança abre inscrições para oficinas em Londrina


Do balé clássico à dança africana, dos passos contemporâneos às celebrações indianas. O Festival de Dança de Londrina divulgou a lista de oficinas que traz à cidade no mês de outubro, todas gratuitas ou a preços populares. São cinco cursos com profissionais do Brasil e do exterior em diversas vertentes da dança e voltados para os mais variados públicos – dos iniciantes aos artistas da cena. As inscrições já podem ser feitas na secretaria da Funcart (Rua Souza Naves, 2380) ou acessando o site www.festivaldedancadelondrina.art.br, onde constam informações detalhadas sobre cada atividade e os procedimentos para obter as vagas.

Na página oficinal do evento também estão disponíveis informações para os artistas amadores ou profissionais de Londrina e região que queiram apresentar pequenos trabalhos cênicos, de até dez minutos, na sua tradicional mostra local, que acontece dia 9 de outubro no Teatro Ouro Verde dentro da programação artística. Podem participar do “Dança Londrina” grupos amadores, academias, escolas, projetos socioeducativos, dentre outros. Agregando os mais variados estilos, a mostra oferece um panorama da produção da cidade.  O Festival acontece de 7 a 15 de outubro.

Programação didática - Este ano, estão programadas as seguintes oficinas: “Balé Clássico”, com Gilmar Sampaio (BTCA - Balé Teatro Castro Alves, de Salvador-BA); “Contemporâneo – A Tua Ação na Dança”, com Tutto Gomes (BTCA - Balé Teatro Castro Alves, de Salvador-BA); “Bollywood Cosmic Dance”, com Thiago Amaral (Coletivo Cosmic Dance, de São Paulo-SP); “O Círculo da Dança”, com Faustin Linyekula (Studios Kabako – República Democrática do Congo), e “Dança Africana”, com Fanta Konatê (Instituto África Viva – Guiné Conacri).

Um dos workshops que deve mobilizar maior número de participantes é o “Bollywood Cosmic Dance”, que será gratuito e terá como objetivo preparar um grande flash mob, com participação do público, para dar boas-vindas à 15ª edição do Festival de Dança. Conduzido pelo ator e dançarino paulista Thiago Amaral, o curso apresenta a “Bollywood”, dança indiana moderna que é verdadeira febre no cinema e na televisão em Mumbai, antiga Bombaim. Ele também percorre outras danças étnicas do mundo e incentiva os alunos a criarem um ritual próprio, com grande liberdade, para ser apresentado durante a performance. A oficina, com 4 horas de duração, será repetida em três ocasiões, em diferentes regiões da cidade, para abarcar o maior número de pessoas. 

Além da indiana, outra tradição que estará presente com particular força na programação didática do Festival 2017 será a africana. Dois bailarinos naturais do continente trazem a Londrina oficinas que mergulham na importância e na força da dança para esta cultura. Com um trabalho de grande relevância estética e social na República Democrática do Congo, Faustin Linyekula apresenta um workshop gratuito sobre o “círculo” – tanto aquele no qual se dança em conjunto, quanto a energia circular que envolve artista e público no ato da performance. Já a bailarina e cantora Fanta Konatê, de uma tradicional família de artistas da Guiné Conacri, leva os participantes a um mergulho nos ritmos da África Oeste, mais especificamente da sociedade Mandinga, cujas danças ligam-se a todas as atividades cotidianas, como o trabalho, o casamento, etc.  

Completando a grade, o Festival oferece os aguardados cursos de Balé Clássico e Dança Contemporâneo, mais procurados por estudantes ou por pessoas com experiência na área. Ambos serão conduzidos por bailarinos do Balé Teatro Castro Alves (BTCA), de Salvador (BA), tradicional companhia pública do país: Gilmar Sampaio no primeiro e Tutto Gomes no segundo.

(Assessoria)


Selecione sua cidade

Cascavel | Londrina