Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

44ª Sessão Kinopus será realizada na próxima quarta-feira no Sesc Cadeião

26/08/22 às 21:16 - Escrito por Redação Tarobá News

A sala de espetáculos do Sesc Londrina Cadeião (Rua Sergipe, 52) recebe, na próxima quarta-feira (31), a 44ª edição da Sessão Kinopus. Na ocasião, serão exibidos três curtas-metragens londrinenses que estrearam durante a pandemia em plataformas de streaming e/ou em exibições on-line e que, agora, o público terá a oportunidade de assistir de maneira presencial. A sessão terá início às 19h, com entrada gratuita e aberta ao público de todas as idades.


O diretor do projeto, Rodrigo Grota, explica que o principal critério na seleção dos filmes é dar a possibilidade desses diretores londrinenses terem a experiência de proximidade com o público presencialmente. “Todos esses curtas foram concebidos de 2020 para cá e já passaram por diversos festivais e mostras de cinema mas, por conta da pandemia, não puderam ter uma exibição presencial com debate, que é o que estamos propondo agora para eles”, ressalta Grota. Os curtas escolhidos para esta 44ª edição foram “Cleo – A Rainha Negra das Passarelas”  (2020, 19 min, ficção), de Artur Ianckievicz; “Nigredo” (2019, 25 min, ficção), de Auber Silva; e “Visões” (2022, 9 min), de Maikon Nery.


A trama do primeiro enfoca uma jovem jornalista que investiga a trajetória da primeira modelo negra de Londrina, e é inspirada na história real de Edimara Alves. Para o diretor e roteirista Artur Ianckievicz, ter a oportunidade de exibir seu filme para um público presencial é a coroação de todo o trabalho feito por ele e pela equipe de produção de “Cleo – A Rainha Negra das Passarelas”. “A exibição pública de um filme é um dos momentos mais importantes e simbólicos de um trabalho audiovisual e que, infelizmente por causa da pandemia, nós não tivemos a chance de experimentar, até agora. Apesar do nosso filme ter estreado em festivais do Brasil e do mundo, eu nunca o vi sendo projetado em uma tela de projeção como se deve ser. No nosso caso, é ainda mais especial pois Edimara Alves estará presente durante a exibição então, essa será a maneira de nós retribuirmos todo o carinho e atenção que ela teve conosco durante todo esse tempo de produção. Nós sentíamos que estávamos devendo este momento a ela e, agora, finalmente vai acontecer”, comemorou Ianckievicz.


“Nigredo” é o personagem central do curta de Auber Silva. Ele é um cidadão comum que trabalhou passivamente para o regime militar brasileiro e, ao longo da história, é confrontado por sua neta sobre sua participação neste período histórico. “Essa exibição vai ser muito importante para nós, pois o filme chegou a passar em festivais de diversos países da América Latina e Europa, mostras e festivais nacionais – como o Festival de Cinema Jaraguá do Sul (SC) o Festival Taguatinga de Cinema (DF) e o Festival Kinoarte de Cinema, aqui de Londrina –, mas todas essas sessões foram on-line. Então, essa será a nossa primeira oportunidade de exibi-lo presencialmente. ‘Nigredo’ foi todo rodado aqui em Londrina, a equipe toda também é daqui e 90% do elenco é londrinense, então vai ser importante exibir aqui e ter o debate com o público, pois o filme levanta algumas questões sobre o nosso momento político”, destacou Silva.


O curta “Visões” é um desdobramento direto do livro “Cianureto”, de Isabela Cunha, lançado em abril e que teve o patrocínio do Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic). Nele, Maikon Nery questiona o público se é possível retornar à origem de uma imagem. O curta nasceu a partir de uma experiência anterior e que, segundo Nery, abriu um mar de possibilidades para ele. “O projeto desse filme nasceu do meu trabalho gráfico-visual que fiz para o livro da Isabela Cunha, uma escritora aqui de Londrina. Ela me convidou para participar da obra e, dentro da minha pesquisa visual, eu senti vontade de trabalhar com fotografia analógica. E, na montagem do caderno para o livro, eu imaginei como se fosse um corte de um filme e, depois que o livro já estava quase pronto, comecei a elaborar como eu poderia transformar aquelas fotografias em uma experiência audiovisual. Foi assim que nasceu ‘Visões’, um filme que se apresenta quase como um híbrido de livro-cinema. Esta será a primeira vez que eu terei a oportunidade de mostrar o filme para o público em uma sala de cinema, com pessoas para debater, para conversar e ver qual será a recepção deles. Então, está sendo muito interessante e, com certeza, vai ser uma experiência muito importante para mim”, ressaltou Nery.


Para o secretário municipal de Cultura, Bernardo Pellegrini, projetos como a Sessão Kinopus são importantes para a cidade pois incentivam a criação de conteúdos audiovisuais que trazem Londrina como tema, apresentando a cidade para o mundo. “As edições da Sessão Kinopus são sempre recebidas com muita satisfação pela Secretaria de Cultura, pois este projeto tem essa característica de trazer nas produções essa temática regional – o que já vem sendo uma tendência nos últimos tempos. Nossos cineastas e produtores audiovisuais estão se destacando e ganhando reconhecimento dentro e fora do país, participando de diversos festivais e levando cada vez mais a nossa cidade para o mundo. Através dos cineclubes, nós estamos conseguindo transformar Londrina em uma verdadeira escola de cinema que vem se desenvolvendo aos poucos e, agora, chegou o momento em que toda essa infraestrutura se volta para reconhecer a nossa cidade”, destacou Pellegrini. 


Sessão Kinopus – A Sessão Kinopus é um projeto de difusão e formação da Kinopus, produtora e distribuidora em atividade desde 2004. A programação é composta por filmes inéditos no circuito comercial de Londrina, com destaque para a estreia de filmes locais. As sessões são sempre com entrada franca, com curadoria e produção dos cineastas Guilherme Peraro e Rodrigo Grota. O crítico de cinema João Vitor Moreno também colabora com o projeto. Entre 2015 e 2019, em 41 edições do projeto em parceria com o Sesi Londrina, a SK exibiu mais de 200 filmes, entre longas, curtas e documentários. A retomada do cineclube dá início a uma nova parceria entre a Kinopus e o Sesc Londrina Cadeião: de junho a dezembro de 2022 serão realizadas sessões mensais no Sesc, programadas pela curadoria da SK, sempre incluindo debates.

© Copyright 2022 Grupo Tarobá