Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel
Londrina
Cascavel

Saiba quais foram os melhores filmes de 2017 que você não viu

31/12/17 às 17:33 - Escrito por Redação Tarobá News

Você já viu ou, pelo menos, ouviu falar de “Mulher Maravilha”, “Corra!” e “It – A Coisa”. Mas e “O Cidadão ilustre”, você conhece? E “Lady Macbeth”? Entre tantas estreias, muitas pérolas como essas acabam passando despercebidas e outras, ainda, vão direto para o streaming sem nenhum aviso e o público acaba perdendo a chance de conhecer grandes filmes. Selecionamos dez títulos que foram lançados no Brasil em 2017 e que você, provavelmente, não viu.

A criada
É preciso se preparar para descobrir “A Criada”. Do mesmo diretor de “Oldboy”, o filme de duas horas e meia promete suspense, mas entrega algo mais próximo de um romance com reviravoltas vertiginosas, momentos de um humor patético e uma aura tão sensual que beira o erótico. A narrativa é dividida em três partes, recontando os mesmos eventos de diferentes perspectivas: uma mulher coreana é contratada para trabalhar como criada pessoal de uma japonesa rica, sobrinha de um coreano naturalizado japonês que está interessado no dinheiro da jovem. A criada, porém, também tem seus olhos no prêmio e, no final das contas, nada é exatamente o que parece.

Armas na mesa 
Elizabeth Sloane (Jessica Chastain) é a mais procurada e formidável lobista em Washington, D.C. Conhecida igualmente por sua astúcia e seu histórico de sucesso, ela sempre fez o que era necessário para vencer. Quando ela enfrenta o adversário mais poderoso de meio, porém, ela percebe que ganhar pode custar um preço muito alto.

Toni Erdmann 
Para quem ama cinema europeu, “Toni Erdmann” é um prato cheio. A comédia alemã beira o absurdo para mostrar a relação conflituosa entre uma mulher executiva, que tenta a todo o custo ganhar o respeito de seus colegas homens, e seu pai, um professor de música inconveniente e dono de um humor infantil incontrolável.

Personal Shopper 
Famoso por dividir opiniões radicalmente (o filme foi vaiado em Cannes, mas levou o prêmio de Melhor Direção), “Personal Shopper” traz Kristen Stewart no papel de uma assistente de compras que vive em Paris e que perdeu o irmão gêmeo naquela cidade. Ela ainda nutre esperanças de receber algum sinal de sua presença, mas, quando mensagens misteriosas começam a ser enviadas ao seu celular, ela não sabe no que acreditar.

Mulheres do século 20 
Nos anos 70, uma mulher de 55 anos cria, sozinha, o filho adolescente. Insegura diante das novas revoluções musicais e sexuais, ela pede a ajuda de duas mulheres mais jovens para ensiná-lo a se tornar um bom homem – mas certas coisas precisam ser encaradas em família.

Uma dama de óculos escuros com uma arma no carro
Neste suspense estiloso do mesmo diretor de “O Gato do Rabino”, Freya Mavor interpreta Dany Dorémus, uma secretária que nutre fantasias secretas por seu chefe. Um dia, ele pede para que ela vá ao aeroporto com ele e sua esposa, para trazer seu carro de luxo de volta à casa dele, sozinha. Magoada e com o desejo de conhecer o mar, ela decide roubar o carro durante fim de semana e acaba se envolvendo com pessoas perigosas e embarcando num mistério que a fará questionar a própria sanidade.

O cidadão ilustre 
Nesta comédia argentina cheia de sarcasmo, um escritor que já venceu o Nobel e vive há décadas na Europa recebe um convite para retornar à sua cidade-natal, no interior da Argentina, e receber um prêmio. O problema é que todos os seus best sellers foram inspirados nos personagens que ele conhecera ali, e em sua reação cáustica com cada um deles.

Punhos de sangue 
O mesmo homem que inspirou a franquia “Rocky”, Chuck Wepner, inspira agora uma biografia completamente diferente, cheia de humor e sarcasmo. Wepner é interpretado por Liev Shreiber e retratado desde os eventos que antecederam o filme até anos depois, quando o lutador se vê iludido por uma fama que nunca, realmente, conquistou.

Frantz 
Em uma pequena cidade alemã após a Primeira Guerra Mundial, Anna visita diariamente o túmulo de seu noivo Frantz, morto na França. Um dia, um jovem francês, Adrien, também deixa flores no túmulo. A presença dele logo após a derrota alemã levanta suspeitas e curiosidade. Do mesmo diretor de “Dentro da Casa” e “Potiche – Esposa Troféu”.

Uma mulher fantástica
Vencedor do Urso de Prata de Melhor Roteiro em Berlim e também do prêmio Teddy, o drama chileno conta a história de uma garçonete transgênero que canta em bares à noite e tem sua vida transformada após a morte do namorado. Único representante sul-americano na corrida pelo Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2018.

Leia mais em O Sul

© Copyright 2022 Grupo Tarobá