Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

FILO 50+1 entra na reta final com espetáculos para todas as idades

27/08/19 às 10:20 - Escrito por Redação Tarobá News

O FILO – Festival Internacional de Londrina, entra na reta final com uma programação marcada pela presença de grupos internacionais. Hoje, terça (27), quarta (28) e quinta (29), no Centro Cultural Sesi/AML, às 19h30, marionetes ganham o palco para contar a história de um garoto que enfrenta suas emoções numa jornada de descobertas. Através dos sortilégios e encantamentos, ele assiste os objetos ganharem vida e, deslumbrado com os prodígios da existência, vai construindo uma forma de viver mais humana e generosa, que ilumina o seu lento amadurecimento. Os espetáculos conta com tradução para LIBRAS.

A semana ainda recebe o Grupo Proteu, criado por Nitis Jacon há 40 anos, com a montagem “Tango” de volta à cena teatral londrinense depois de um hiato de 20 anos. O premiado diretor William Pereira – que começou sua história no grupo – assina a direção do espetáculo, atração do FILO no Teatro Ouro Verde na quarta (28) e quinta (29), sempre às 20h30. “Tango”, texto do dramaturgo polonês Slawomir Mrozek, mostra um conflito de gerações às avessas, uma família de qualquer tempo, numa casa onde quem se incomoda com a falta de regras e valores é o jovem Arthur. Uma releitura contemporânea e nada convencional de Hamlet – em que o príncipe é substituído por um adolescente conservador que desaprova a promiscuidade dos pais.

Dividindo a grade de programação e o teatro com os veteranos da cena londrinense, tem a estreia de “Noturno”, com os jovens atores da Escola Municipal de Teatro/Funcart, às 16h, na quinta (29), no Saguão do mesmo teatro. Na montagem, uma declaração de amor pelo Cine Teatro Ouro Verde que se transforma em crônica, peça de teatro e “tour” pelas paredes da memória. O público passeia entre rampas e corredores, hall e camarins do cinema que se tornou teatro em 1978, quando foi comprado pela Universidade Estadual de Londrina e transformado na casa de espetáculos que entrariam para a história de vida de centenas de artistas. Além do prédio, muitas lembranças de momentos mágicos em seus quase 70 anos de existência – como a inauguração em techncolor com a presença dos chefões dos estúdios de Hollywood ou as performances de grandes artistas, como Elis Regina, Kazuo Ono, Antunes Filho e Astor Piazzola. Ingresso gratuito.

Inaugurando o final de semana, na sexta-feira (30), tem o monólogo com o londrinense Murilo Andrade, “Poéticas de Terra e Céu”, às 20h, na Divisão de Artes Cênicas. Na trama, as aventuras e desventuras de uma criança que olha o mundo com o olhar da imaginação. Esse menino que se mistura ao homem feito, confundindo memória de leituras e vivências, reinventando o mundo a partir de um olhar poético que acende a imaginação e faz do passado uma invenção do presente.

O espetáculo é resultado da pesquisa de Murilo de Andrade sobre o processo de reflexão e realização de um trabalho individual. A criação alinha os fundamentos da preparação do ator com a dramaturgia da lembrança, a dinâmica com objetos e a poética da terra, que diz respeito aos sentimentos e emoções como o amor, a esperança, a saudade, vida e morte. O solo traz referências do universo poético de João Guimarães Rosa e da obra do poeta Manoel de Barros, especialmente na essência dos seus livros “Infantis”, “O Guardador de Águas” e “Concerto a Céu Aberto para Solos de Aves”. Textos e canções autorais também embalam as estórias onde a poesia se suja de terra, dança com o vento e escorre nas águas da memória.

Ainda na sexta-feira, às 19h30, tem a Companhia Circo Rodado, de Curitiba, no Centro Cultural SESI/AML. Um trio de palhaços que tem que dar conta das atrações de um circo inteiro. Em “Reprises Pareadas”, a Cia. Circo Rodado desenvolve uma curiosa pesquisa sobre reprises, gags e as tradicionais entradas circenses populares. Os integrantes são oriundos de diferentes escolas circenses e desenvolvem trabalhos diversos se apresentando em ruas, praças, salas, lonas e teatros, valorizando sempre a interatividade e ainda desenvolvem trabalhos como palhaços em hospitais. Ingresso gratuito, basta retirar a entrada no local, meia-hora antes do início do espetáculo (lotação limitada, por ordem de chegada).

E ainda tem a programação durante todo o final de semana!

© Copyright 2022 Grupo Tarobá