Linha 4

Publicidade

3 passos para inovar em relação a sustentabilidade empresarial

Redação Tarobá News

Em termos simples, inovar é encontrar soluções para problemas do cotidiano, sejam eles do âmbito pessoal ou empresarial. E nada melhor – ou seria pior – que o panorama da sustentabilidade para enxergamos diversos desafios. As ações sustentáveis surgiram em conjunto com as grandes inovações tecnológicas e industriais na década de 70. Desde então, é quase impossível falar de sustentabilidade sem apontar processos inovadores inseridos no mesmo contexto.

“A inovação é uma grande aliada da sustentabilidade, uma coisa não caminha sem a outra”, afirma Gustavo Loiola, coordenador de Sustentabilidade no ISAE Escola de Negócios. Segundo o especialista, os próprios Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), desenvolvidos pela ONU, oferecem dezenas de desafios que só podem ser encarados através da inovação, como problemas sociais, econômicos, tecnológicos, de acessibilidade, inclusão, entre outros. Ou seja, inovar é pré-requisito para entrar e se manter no mercado global.

 

A inovação em relação a sustentabilidade empresarial propõe três pilares interdependentes e mutuamente sustentadores: desenvolvimento econômico, desenvolvimento social e proteção ambiental. “Uma empresa sustentável se preocupa com o impacto que suas atividades afetam a natureza e a sociedade em que está inserida”, explica. Mas como as empresas podem fazer isso? Gustavo Loiola aponta três passos a serem seguidos.

 

1. Autoconheciment

“Sempre que vou atuar dentro das organizações, fazemos um processo de autoconhecimento. Olhamos para dentro dos processos, ações e ambiente organizacional para ver onde estão os impactos negativos e positivos, ou sea, os erros e oportunidades da empresa. A partir deste diagnóstico é possível fazer a pergunta: onde posso inovar com sustentabilidade?

”, conta.

 

2. Intenção de ação

Depois de olhar para dentro, é chegada a hora de abrir os horizontes empresariais. “Se eu já sei o que devo fazer para potencializar meus impactos positivos e minimizar meus impactos negativos, começo a olhar para fora. É importante considerar os riscos, oportunidades futuras, comportamentos da sociedade etc. O processo de inovação só será contínuo se eu puder atender, também, essas demandas”, diz o especialista.

 

3. Inclusão

Incluir as partes interessadas é fator chave para qualquer estratégia de inovação sustentável bem sucedida. “A empresa deve entender que não é um ambiente isolado e que só deve se preocupar com o que acontece lá dentro. Existe uma responsabilidade compartilhada com a sociedade”, comenta. Toda organização influencia ou é influenciada por tudo o que acontece ao seu redor, tanto localmente quanto globalmente. “Eu gosto muito de lembrar das aulas de ciências quando estudávamos os ecossistemas terrestres. O grande conceito está ali. Dependemos uns dos outros e podemos construir ações de sinergia com nossos stakeholders para promover um contexto de ganha-ganha”, complementa Gustavo Loiola.

COMENTÁRIOS

Publicidade

Publicidade