Blue Ivy, filha de Beyoncé, ganha prêmio por composição musical

Estadão Conteúdo
Famosos | Publicado em 19/11/2019 às 11:05

Com apenas sete anos de idade, Blue Ivy Carter, filha de Beyoncé e Jay-Z, é uma compositora premiada. A menina ganhou o Ashford & Simpson Songwriter's Award no Soul Train Awards ocorrido no domingo, 17, pela escrita conjunta com a mãe do hit Brown Skin Girl, uma música que celebra mulheres de pele escura. Blue Ivy faz uma performance vocal que abre e fecha a canção, que também conta com participação dos rappers Wizkid e Saint Jhn.

Mas Beyoncé e Jay-Z não estavam na Orleans Arena, em Las Vegas (EUA), para receber o prêmio em nome da filha. A maioria dos vencedores não compareceu ao evento e apenas três dos 12 prêmios foram entregues durante a transmissão ao vivo.

Também por Brown Skin Girl, a garotinha estreou na lista das 100 principais músicas da semana feita pela Billboard. Apesar de já ter feito pequenas aparições em outras músicas, foi a primeira vez que Blue Ivy foi creditada oficialmente e chegou a uma lista importante.

Grammy

Blue Ivy pode levar outra premiação este ano. As indicações ao Grammy serão reveladas na quarta-feira, 20, e Brown Skin Girl poderá render à menina sua primeira indicação. Se assim for e a canção vencer, ela começa a seguir os passos dos pais: Beyoncé ganhou 23 Grammys e Jay-Z, 22. A música também foi indicada para Melhor Colaboração no Soul Train Awards. Fonte: Associated Press.



Relacionados

Famosos | 22-06-2020 13:50

Justin Bieber usa redes sociais para se defender de acusação de estupro

Justin Bieber usa redes sociais para se defender de acusação de estupro

Famosos | 19-06-2020 16:10

Black Eyed Peas lança novo álbum de reggaeton e clipe com Maluma

Black Eyed Peas lança novo álbum de reggaeton e clipe com Maluma

Famosos | 19-06-2020 15:55

Clipe de Luan Santana chega a 4 milhões de acessos em 24 horas

Clipe de Luan Santana chega a 4 milhões de acessos em 24 horas

Famosos | 18-06-2020 15:55

Bob Dylan quebra jejum de oito anos sem inéditas

Bob Dylan quebra jejum de oito anos sem inéditas