Taylor Swift se dirige a homofóbicos em nova música, 'You Need to Calm Down'

Estadão Conteúdo
Famosos | Publicado em 14/06/2019 às 18:05

A mais recente música de Taylor Swift tem um novo alvo: os homofóbicos. Nesta quinta-feira, 13, a cantora lançou You Need to Calm Down, que coincidiu com o anúncio de seu sétimo álbum, Lover.

Na música, Taylor se dirige a seus inimigos e também chama a atenção daqueles que atacam a comunidade LGBTQ.

Em um ponto da canção, ela canta: "E controle seus impulsos para gritar com todas as pessoas que você odeia / Porque a sombra nunca fez ninguém menos gay".

You Need to Calm Down é o segundo single de Lover, a ser lançado em 23 de agosto. A música é a continuação de ME!, que contou com Brendon Urie of Panic! At the Disco e atingiu o segundo lugar no top 100 da Billboard.

Taylor também divulgou no YouTube um lyric video de You Need to Calm Down com letras coloridas - para combinar com a nova música e com o mês do Orgulho LGBT. Um videoclipe será lançado segunda-feira, 17.

Clique aqui

No início deste mês, Taylor publicou uma carta nas redes sociais destinada ao senador republicano dos Estados Unidos Lamar Alexander. No documento, ela pede proteção dos direitos LGBTs e apoio à Lei da Igualdade.

Em abril, a cantora doou o equivalente, na época, a R$ 400 mil para o Tennessee Equality Project, organização que luta contra projetos dentro da Assembleia Geral considerados prejudiciais para a comunidade LGBT.

(Com informações da AP)



Relacionados

Famosos | 10-09-2019 10:15

Pai de Juliana Paiva morre vítima de enfarte, aos 64 anos

Pai de Juliana Paiva morre vítima de enfarte, aos 64 anos

Famosos | 09-09-2019 18:35

Morre John Wesley, ator de 'Um Maluco no Pedaço', aos 72 anos

Morre John Wesley, ator de 'Um Maluco no Pedaço', aos 72 anos

Famosos | 08-09-2019 17:05

Padre Fábio de Melo se encontra com Roberto Carlos: 'Uma honra'

Padre Fábio de Melo se encontra com Roberto Carlos: 'Uma honra'

Famosos | 08-09-2019 16:15

Youtuber Felipe Neto distribui livros LGBT na Bienal; recado para a censura

Youtuber Felipe Neto distribui livros LGBT na Bienal; recado para a censura