Linha 4

Publicidade

Cantora Maysa, que morreu aos 40, faria 85 anos neste domingo

Agência Brasil

Acervo Arquivo Nacional

Quando tinha apenas 25 anos de idade, a cantora Maysa passaria a ser conhecida como uma das vozes mais expressivas da bossa nova com o LP Barquinho (1961). Mas, de sua interpretação marcante, passou a ser reconhecida pelas canções também que falavam de amor, na célebre interpretação de Eu Sei que Vou Te Amar (de Vinícius de Moraes) ou na dor, em Meu Mundo Caiu. A estrela, ainda em seu auge, com apenas 40 anos de idade, morreu em um acidente na Ponte Rio-Niterói. A morte precoce chocou o país. Se estivesse viva, faria, neste domingo (6), 85 anos de idade,

A cantora Maysa em 1956. Arquivo Nacional. Fundo Correio da Manhã.

A cantora Maysa em 1956. Arquivo Nacional. Fundo Correio da Manhã. - Acervo Arquivo Nacional/Fundo Correio da Manhã

O acervo da EBC guarda verdadeiras relíquias com entrevistas e interpretações da cantora, que entraria para a história da música brasileira. Durante um programa especial, com depoimentos da própria artista e imagens de 1974, ela recorda a parceria e a aproximação com Tom Jobim e Vinícius de Moraes, como em Se Todos Fossem Iguais a Você. "Foi um dos meus carros-chefe", disse. Mas o próprio Tom Jobim reconheceu que Maysa não era apenas uma voz privilegiada. "Ela é uma grande compositora", disse o maestro.

COMENTÁRIOS

Publicidade

Publicidade