Linha 4

Publicidade

Foz do Iguaçu pode se tornar polo inovador do turismo na América do Sul

Redação Tarobá News

Foz do Iguaçu pode ganhar ainda mais relevância para o turismo no Brasil. A cidade é uma das fortes candidatas a se tornar a primeira sede na América do Sul do Wakalua Innovation Hub – iniciativa global de tecnologia e inovação para o setor. Na quarta-feira, 24, técnicos do Ministério do Turismo, Sebrae e representantes do projeto estiveram na cidade para conhecer os atrativos, visitar as estruturas do Parque Tecnológico Itaipu (PTI), do Complexo Turístico Itaipu (CTI), e debater planos de ação.

Caso seja contemplada, a sede funcionaria provisoriamente no PTI até a conclusão das obras do Centro Municipal de Inovação, que estão com 70% dos trabalhos prontos. O secretário de Turismo, Paulo Angeli, acompanhou a comitiva e celebrou a avaliação positiva feita pelos representantes. A cidade garantiu um lugar na disputa após ser finalista do 1º Desafio Brasileiro de Inovação em Turismo.

Segundo Angeli, a equipe do Wakalua destacou o trabalho coletivo e inovador para o turismo que já é feito no município. “O Wakalua é um marco para a transformação do turismo mundial e Foz está mais do que preparada para recebê-lo. Ficamos muito animados com o retorno que tivemos dos organizadores. Além dos atrativos, a nossa união entre setores deve contar muito para a decisão final”, celebra Angeli.

Dentre as concorrentes, Foz é única cidade que não é uma capital. Também estão na disputa final: Rio de Janeiro, Salvador, Belo Horizonte e Maceió. De acordo com os organizadores, a escolha deve ser anunciada no próximo mês.


Wakalua Innovation Hub

Em pouco tempo, o Wakalua se tornou exemplo mundial para a promoção de tecnologias no turismo, ao articular iniciativas para acelerar o crescimento e competitividade do turismo nos países. O projeto foi criado em 2019, em Madrid, Espanha, tendo como parceiros fundadores a Globalia, um dos grandes grupos de turismo da Espanha e América Latina.

A iniciativa é um dos braços da Organização Mundial do Turismo (OMT) e também atua com a agência da ONU especializada em promover o turismo responsável, sustentável e universalmente acessível. O Wakalua funciona por meio de parcerias público-privadas em mais de 150 países, com um método de trabalho colaborativo entre governos, instituições não governamentais, investidores e startups.


Link: https://www5.pmfi.pr.gov.br/noticia-47489

COMENTÁRIOS

Publicidade

Publicidade