Beatriz e Buzacarini levam pratas e judô do Brasil fecha GP turco com 4 medalhas

Estadão Conteúdo
Artes marciais | Publicado em 08/04/2019 às 02:33

Beatriz Souza, na categoria +78kg, e Rafael Buzacarini (100kg) garantiram uma dobradinha de prata para o Brasil, neste domingo, na Turquia, e garantiram ao judô do País fechar a sua participação no Grand Prix de Antalya com um total de quatro medalhas. Na última sexta-feira, Larissa Pimenta (52kg) ganhou um bronze e no sábado Maria Portela obteve uma outra prata para a equipe nacional na competição.

Assim, a seleção brasileira da modalidade terminou o evento com três segundo lugares e um terceiro, sendo que Leonardo Gonçalves (100kg) e David Moura (+100kg) chegaram bem perto do pódio neste domingo, mas deixaram o bronze escapar e terminaram em quinto lugar em suas respectivas categorias.

Um dos grandes destaques do Brasil neste dia final de disputas em Antalaya, Buzacarini avançou à segunda decisão consecutiva em Grand Prix em uma semana, pois no domingo passado ele também faturou uma prata em Tbilisi, na Geórgia.

Desta vez, ele brilhou passou pelo atual vice-campeão olímpico Elmar Gasimov, do Azerbaijão, nas quartas de final, e pelo vice-campeão mundial absoluto, Toma Nikiforov, da Bélgica, na semifinal. O belga, por sinal, acabou levando a melhor sobre o brasileiro Leonardo Gonçalves na disputa pelo bronze.

Na decisão do ouro, Buzacarini enfrentou o francês Alexandre Iddir, que conseguiu forçar duas punições ao brasileiro, penalizado pela arbitragem por falta de combatividade. A luta continuou sem pontuação até o desempate no golden score, no qual Iddir encaixou um golpe para derrubar Buzacarini e ficar com o ouro.

"Fiz uma boa competição novamente, ganhei de grandes adversários, possíveis Top 10. Foram duas medalhas de prata em duas competições seguidas. Muito importante para mim. Minha evolução está a cada dia melhorando e tem muito mais para acontecer esse ano ainda", afirmou o brasileiro, valorizando o seu pódio na Turquia.

Curiosamente, Beatriz Souza também havia faturado a prata no Grand Prix de Tbilisi há uma semana. Atual número 8 do ranking mundial de sua categoria, a brasileira estreou com vitória sobre a italiana Eleonora Geri, nas oitavas de final, e bateu a alemã Jasmim Kuelbs, nas quartas. Na semifinal, Bia derrotou Maryna Slutskaya, da Bielo-Rússia, e só foi derrotada na final por Iryna Kindzerska, do Azerbaijão e número 6 do mundo.

"Fiquei feliz por essa segunda final nesses dois finais de semana seguidos. Quero buscar um degrau de cada vez, ir seguindo e me sentir bem lutando", disse a judoca brasileira.

OUTROS BRASILEIROS - Na categoria pesado masculina, o Brasil quase subiu ao pódio com o vice-campeão mundial David Moura. Ele estreou com vitória sobre Furkan Guner, da Turquia, e superou o mongol Bat-Orshikh Sumiyabeis. Nas quartas de final, porém, foi derrotado por Levani Matiashvili, da Geórgia, antes de se recuperar na repescagem com um triunfo sobre o russo Anton Krivobokov.

Na luta que valeu o bronze, o brasileiro abriu vantagem com um waza-ari, mas o romeno Vladut Simionescu reagiu e imobilizou David Moura até aplicar o ippon, o golpe perfeito. Fato parecido ocorreu com Leonardo Gonçalves. Ele primeiro estreou vencendo o grego Georgios Malliaropoulos e avançou às quartas ao passar por Mikita Sviryd, da Bielo-Rússia. Entretanto, Caiu em seguida diante do francês Alexandre Iddir e reagiu em seguida ao derrotar o húngaro Zalan Ohat e avançar à disputa pelo bronze. Porém, o belga Nikiforov conseguiu um ippon na luta da medalha e Leonardo terminou em quinto.

Os médios (90kg) Rafael Macedo e Gustavo Assis também representaram o Brasil neste domingo, mas foram eliminados na primeira rodada. A próxima competição do País no calendário do judô será o Campeonato Pan-Americano, que ocorrerá em Lima, entre 26 a 28 de abril. Os convocados para o evento serão divulgados na próxima quinta-feira. A disputa vale classificação para os Jogos Pan-Americanos de Lima-2019.



Relacionados

Artes marciais | 20-09-2019 13:55

Campeã mundial e olímpica, judoca Rafaela Silva é flagrada no exame antidoping

Campeã mundial e olímpica, judoca Rafaela Silva é flagrada no exame antidoping

Artes marciais | 11-08-2019 16:30

Mayra Aguiar fatura seu 1º ouro no Pan; Judô do Brasil leva mais dois bronzes

Mayra Aguiar fatura seu 1º ouro no Pan; Judô do Brasil leva mais dois bronzes

Artes marciais | 10-08-2019 21:20

Eduardo Yudi dá 4º ouro ao judô brasileiro no Pan; Valéria é campeã no caratê

Eduardo Yudi dá 4º ouro ao judô brasileiro no Pan; Valéria é campeã no caratê

Artes marciais | 09-08-2019 11:35

'Demorei dois anos para retomar o foco depois da medalha', diz Rafaela Silva

'Demorei dois anos para retomar o foco depois da medalha', diz Rafaela Silva