Linha 4

Publicidade

Londrina Atletismo conquista vice do Brasileiro Sub-18 Feminino

Da Redação

Júlia Barbosa conquistou o bicampeonato do lançamento do disco. Foto: Assessoria/Divulgação

A equipe Londrina/FEL/IPEC alcançou mais um resultado importante em sua história neste final de semana. No Campeonato Brasileiro Sub-18, disputado em Bragança Paulista, o time feminino londrinense fez bonito e fechou o torneio na segunda colocação somando 88 pontos, empatado com a Orcampi, de Campinas (SP).

O resultado ratifica o grande potencial do time feminino da equipe em campeonatos brasileiros interclubes nas últimas temporadas. Com a conquista do final de semana, as meninas subiram ao pódio nas disputas por equipes em cinco edições desde 2018. Repetiu o mesmo resultado no brasileiro sub-16 há dois anos, foi terceira colocada no sub-20 há duas semanas, e em 2019 foi segunda colocada no Brasileiro Sub-16 de 2019 e campeã do brasileiro sub-18.

“Essas campanhas vêm confirmar um trabalho consistente que temos feito nos últimos anos, que se inicia na detecção, passa pela formação e chega ao alto rendimento com resultados sólidos. E o diferencial é justamente a continuidade, o que os atletas não encontram hoje em muitos clubes do país”, analisou o gestor Gilberto Miranda.

A campanha do vice-campeonato brasileiro interclubes sub-18 teve a conquista de seis medalhas, duas de ouro e quatro de prata. Julia Barbosa confirmou-se mais uma vez como uma das principais apostas do lançamento do disco ao subir novamente ao lugar mais alto do pódio em Bragança Paulista. “Estou muito contente com o resultado. Resultado de um esforço muito grande e só tenho a agradecer a todos que me apoiam todos os dias a continuar na luta”, disse a jovem, que já havia conquistado os brasileiros sub-16 e sub-18 em 2019.

O outro ouro da equipe londrinense nesta edição foi conquistado por Camila Irene Abílio, no lançamento do martelo. Gabriela Tardivo levou duas pratas nos 1500 metros e 2000 metros com obstáculos, Maria Eduarda Barbosa foi vice no salto em altura e Giovanna Nogueira Vespero (Colégio Ética) repetiu o resultado no arremesso de peso.

“Estamos vivendo uma temporada atípica e tivemos que nos adaptar para seguir o nosso plano de formação e busca de resultados de alta performance. Fizemos treinamentos em casa no auge da pandemia, lives, trabalhamos o lado psicológico de todos e esse resultado é uma conquista de todos. Mostra o potencial da equipe como um todo”, pontuou Miranda.

Com assessoria

COMENTÁRIOS

Publicidade

Publicidade