Após triunfo de Leclerc, Vettel mira vencer 'prova mais importante' para Ferrari

Estadão Conteúdo
Automobilismo | Publicado em 05/09/2019 às 16:20

Foto: Instagram @vettelofficial

Embalada pela vitória de Charles Leclerc na Bélgica, no último domingo, a Ferrari desembarcou em Monza, para a 14.ª etapa da temporada 2019 da Fórmula 1, com o objetivo de voltar ao local mais alto do pódio no GP da Itália, fato que não ocorre desde 2010, quando o espanhol Fernando Alonso triunfou pela escuderia italiana. O piloto monegasco e o alemão Sebastian Vettel têm consciência da importância dessa missão, mas admitiram, nesta quinta-feira, que vivem momentos diferentes em suas carreiras.

Tetracampeão mundial, Vettel está pressionado por não vencer uma prova desde o GP belga disputado em 26 de agosto do ano passado, além de ocupar apenas a quarta colocação na classificação geral do campeonato, atrás de Lewis Hamilton e Valtteri Bottas (ambos da Mercedes) e Max Verstappen (da Red Bull). O alemão assume ligeiro otimismo com a Ferrari em Monza.

"A pista é muito parecida com Spa (na Bélgica) com relação ao desempenho. Desta forma, espero que sejamos competitivos novamente. Na classificação, podemos ter alguma vantagem, mas na corrida o equilíbrio será grande. É a nossa prova mais importante e estamos concentrados para obter um grande resultado", disse o piloto, que foi quarto colocado na última corrida.

Vettel não vê como uma obrigação sua vencer em Monza. Ele encara essa apenas como mais uma oportunidade de encerrar o jejum e ainda revelou felicidade com a renovação de contrato de contrato de Monza para ser o GP da Itália até 2024, em acordo oficializado na última quarta-feira. "Estou muito feliz. Não sei se estarei aqui em 2024, mas o importante é que Monza estará. Tenho muitas lembranças boas aqui, inclusive a minha primeira vitória", recordou.

Se Vettel está pressionado, Leclerc chega para sua primeira corrida em Monza como piloto da Ferrari com o incentivo de ter vencido pela primeira vez na categoria no GP da Bélgica. "Sabia que seria especial chegar aqui nessas condições, mas não imaginava que seria tão grande assim. Por isso, nem festejei muito a vitória da semana passada. Temos um trabalho grande neste fim de semana e precisamos de concentração total", ressaltou.

O primeiro piloto de Mônaco da história a ganhar um GP de F-1 comentou seu relacionamento com Vettel. "É muito bom. Aprendemos a lutar como companheiros de equipe e trabalhar juntos para melhorar o carro, compartilhando informações importantes para aprimorar nosso rendimento."

Em Monza, a Ferrari terá a oportunidade de diminuir a grande vantagem que a Mercedes possui na classificação de pilotos e por equipes. Hamilton lidera a primeira destas disputas, com 268 pontos, seguido pelo companheiro Bottas (203). Verstappen soma 181, contra 169 de Vettel e 157 de Leclerc. Depois do GP italiano vão restar 11 corridas para o fim da temporada.



Relacionados

Foz do Iguaçu | 17-09-2019 17:01

Firás Fahs busca a liderança no Citadino de Kart de Foz Iguaçu

Firás Fahs busca a liderança no Citadino de Kart de Foz Iguaçu

Automobilismo | 15-09-2019 15:00

Fraga e Barrichello vencem em Velopark e Ricardo Maurício lidera a Stock Car

Fraga e Barrichello vencem em Velopark e Ricardo Maurício lidera a Stock Car

Automobilismo | 13-09-2019 07:10

Conquistada por Rubinho na Itália, última vitória do País na F-1 completa 10 anos

Conquistada por Rubinho na Itália, última vitória do País na F-1 completa 10 anos

Automobilismo | 12-09-2019 14:50

Com apoio de empresários, Barrichello quer construir kartódromo na Fonte Nova

Com apoio de empresários, Barrichello quer construir kartódromo na Fonte Nova