Checa fatura ouro com esqui emprestado e desacredita: 'Achei que tivessem errado'

Estadão Conteúdo
Esportes radicais | Publicado em 17/02/2018 às 13:15

Foto: divulgação

A checa Ester Ledecka demorou para acreditar que havia ganhado a medalha de ouro no esqui alpino, modalidade Super G, neste sábado nos Jogos de Pyeongchang. Ela, que tem como especialidade o snowboard, competiu com esquis emprestados da norte-americana Mikaela Shiffrin.

A expectativa era terminar, na melhor das hipóteses, entre as 20 melhores. Mas ela finalizou o percurso como a mais rápida e não acreditou que havia feito o melhor tempo. "Achei que tivesse acontecido algum erro", comentou na entrevista coletiva.

Ledecka, de 22 anos, apareceu para conversar com os jornalistas com óculos de esqui no rosto. Justificou que não esperava estar no pódio e por isso não havia trazido a maquiagem. "Como sempre faço, só pensei em descer a montanha o mais rápido possível."

A atleta completou a prova é 1min21s11, um décimo à frente da austríaca Anna Veith, que ficou com a prata. O bronze foi para Tina Weirather, de Liechtenstein. Ledecka, que é a 43ª do ranking na modalidade, agora se prepara para sua principal prova. Na próxima semana, ela competirá no slalom gigante paralelo em PyeongChang.

"Não quero ser rude, acho vocês (jornalistas) ótimos, mas eu não deveria estar sentada aqui hoje. Era para eu estar andando de snow, treinando", afirmou a atleta favorita ao ouro no snowboard.

DECEPÇÃO - Depois de ficar fora de Sochi-2014, a norte-americana Lindsey Vonn voltou competir neste sábado em uma Olimpíada de Inverno. A expectativa era grande em cima da atleta campeã olímpica em downhill de 2010 e com quatro títulos consecutivos no super G, entre 2009 e 2012.

Vonn é uma das poucas atletas que já venceu torneios mundiais em todas as modalidades do esqui alpino: downhill, super G, slalom gigante, slalom e combinado. No entanto, ela decepcionou em Pyeongchang. Primeira das 45 atletas a descer a montanha, Vonn errou, perdeu alguns segundos e terminou em sexto lugar.

"Eu tentei. Não estou decepcionada porque fiz o melhor que pude. Estou feliz e orgulhosa de estar aqui. Tive altos e baixos com as cirurgias. Por tudo o que passei, dei o meu melhor, cometi um erro e isso me custou a medalha", afirmou.



Relacionados

Esportes radicais | 19-07-2018 16:05

Medalhista em Sochi, patinador do Casaquistão é assassinado aos 25 anos

Medalhista em Sochi, patinador do Casaquistão é assassinado aos 25 anos

Esportes radicais | 08-07-2018 18:35

Ana Sátila brilha e fatura o ouro na 3ª etapa da Copa do Mundo de Canoagem Slalom

Ana Sátila brilha e fatura o ouro na 3ª etapa da Copa do Mundo de Canoagem Slalom

Esportes radicais | 27-06-2018 11:44

Cascavel recebe etapa regional do Campeonato de Mountain Bike

Cascavel recebe etapa regional do Campeonato de Mountain Bike

Esportes radicais | 24-06-2018 16:35

Ana Sátila fatura a prata na primeira etapa da Copa do Mundo de Canoagem Slalom

Ana Sátila fatura a prata na primeira etapa da Copa do Mundo de Canoagem Slalom