Consenso no clube, Andrés Sanchez será candidato à presidência do Corinthians

Estadão Conteúdo
Futebol | Publicado em 26/10/2017 às 18:24

Foto: divulgação

Andrés Sanchez será candidato à presidência do Corinthians. O famoso ex-dirigente e atual deputado federal pelo PT vai concorrer ao pleito contra Antônio Roque Citadini, Romeu Tuma Júnior e Osmar Stábile. O anúncio da candidatura do ex-presidente ocorre em meados de novembro, provavelmente no dia 15.

O Estado apurou que o nome dele foi consenso entre os membros da situação, que formam a chapa Renovação e Transparência. Em uma reunião realizada recentemente, chegaram à conclusão que ele é a única opção com reais condições de vencer a disputa.

Antes, chegou-se a ser feita uma espécie de sondagem no clube para saber como o nome de Andrés seria aceito entre os sócios e o retorno foi bem positivo. Ele é visto como o único nome com força para derrotar Antônio Roque Citadini, favorito neste início de corrida eleitoral. Existe a possibilidade de novos candidatos serem anunciados nas próximas semanas.

O ex-presidente nega que precise passar por qualquer especulação no clube para se candidatar. "Frequento o clube desde garoto. Fui presidente por quase cinco anos e todos os sócios sabem o que fiz de certo e errado no clube. Infelizmente, as pessoas ficam falando isso e aquilo, mas quem me conhece sabe o que eu sou e o que eu fui para o Corinthians", disse Andrés, em entrevista ao Estado.

A visão dos representantes da Renovação e Transparência é que existe sim uma porcentagem que rejeita o ex-presidente, mas a maioria defende seu retorno ao cargo máximo do clube, que atualmente tem sido ocupado por Roberto de Andrade.

Inicialmente, ele não queria ser candidato e foi convencido pelos membros do grupo. Andrés já disse algumas vezes que preferia se distanciar da política do clube, mas que estava a disposição caso fosse necessária sua maior presença.

Além dele, outros nomes sondados para sair como candidatos da situação eram Jorge Kalil, André Luiz de Oliveira (mais conhecido como André Negão) e Eli Werdo. Eles aparecem, inclusive, como possíveis nomes para candidatar-se a vice. Paulo Garcia chegou a conversar com a chapa, mas também se reuniu com outras frentes e, no momento, parece mais propenso a lançar sua candidatura.

Roberto de Andrade teve Andrés como um de seus principais cabos eleitorais para vencer a eleição passada. Neste ano, após tomar algumas atitudes consideradas equivocadas por seus aliados, se distanciou do antigo presidente, mas nos últimos meses houve uma reaproximação.

Andrés Sanchez foi presidente do Corinthians entre 2007 e 2011 e fez uma reformulação no clube. Ele pegou o clube um pouco antes do rebaixamento do time à Série B do Campeonato Brasileiro e conseguiu reerguê-lo. O dirigente ainda é um dos responsáveis pela construção do estádio Itaquerão, a Arena Corinthians, em São Paulo. Em campo, dentre outros feitos, contratou os astros Ronaldo Fenômeno e Roberto Carlos e os técnicos vitoriosos Tite e Mano Menezes.



Relacionados

Futebol | 21-06-2018 12:00

Contratado pelo Manchester United, Fred diz que jogará no 'maior clube do mundo'

Contratado pelo Manchester United, Fred diz que jogará no 'maior clube do mundo'

Futebol | 21-06-2018 11:05

Com auxílio do VAR, Austrália busca empate com a Dinamarca e segue viva na Copa

Com auxílio do VAR, Austrália busca empate com a Dinamarca e segue viva na Copa

Futebol | 21-06-2018 10:35

Tite admite 'caráter decisivo' de jogo com a Costa Rica e exalta apoio da torcida

Tite admite 'caráter decisivo' de jogo com a Costa Rica e exalta apoio da torcida

Futebol | 21-06-2018 09:25

Chicharito pede para torcida do México parar com gritos homofóbicos

Chicharito pede para torcida do México parar com gritos homofóbicos

PUBLICIDADE